• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Após críticas, Bruna Marquezine se desculpa por fantasia de enfermeira sexy: "Elas são heroínas"

Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Resumo da notícia:

  • Bruna Marquezine se fantasiou de enfermeira sexy para o Dia das Bruxas e se desculpou pela escolha

  • A atriz foi criticada pelo Conselho Regional de Enfermagem por fetichizar a profissão

  • "Jamais seria a minha intenção causar qualquer desvalorização à classe", explicou a atriz

Após ser criticada pelo Conselho Regional de Enfermagem por usar uma fantasia de enfermeira sexy, Bruna Marquezine se pronunciou sobre o assunto e esclareceu que em momento algum quis diminuir a importância da profissão.

"Jamais seria a minha intenção causar qualquer desvalorização à classe na escolha de uma fantasia de Halloween", explicou ela. "Essa luta também é legítima e eu pessoalmente batalho para que mulheres tenham liberdade e respeito em todos os ambientes e em todas as suas escolhas profissionais e pessoais", completou.

Leia também:

Bruna lamentou não ter tido informações sobre o motivo da fantasia ser ofensiva, mas opinou que o assunto deve ser tratado de forma estrutural. "Convido os órgãos competentes a uma reflexão profunda, e não pessoal, sobre como a indústria pornográfica, o machismo estrutural e a cultura do estupro são o verdadeiro cerne da sexualização e erotização das mulheres".

Bruna Marquezine foi criticada pelo Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo após decidir se fantasiar de enfermeira sexy para o Dia das Bruxas. Nas redes sociais, o órgão regulador explicou que a profissão não é fantasia e não deve ser fetichizada, especialmente por ser uma profissão majoritariamente feminina.

"A enfermagem é uma profissão que exige conhecimentos técnicos, anos de estudo e muito empenho e dedicação em seu cotidiano. Além disso, por ser uma categoria predominantemente feminina, com mais de 80% de mulheres, sofre os impactos das desigualdades de gênero, o que inclui episódios de violência e assédio. Por esses e muitos outros motivos, é inadmissível que a fantasia de enfermeira, utilizada em carnavais, festas de halloween e sátiras continue sendo tolerada pela sociedade, sobretudo por formadores de opinião", escreveu o Conselho em seu Instagram.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos