Após Covid, Paolla Oliveira se diz pronta para voltar à TV e pede mais personagens fortes

ANA BEATRIZ GONÇALVES
·5 minuto de leitura
Atriz dá bronca em hater (Foto: Reprodução/Instagram/@paolla)
Paolla Oliveira se diz pronta para voltar à TV (Foto: Reprodução/Instagram/@paolla)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Paolla Oliveira, 38, é mais uma da classe artística que recebeu diagnóstico positivo para o novo coronavírus. A atriz revelou à reportagem que teve a doença e que é muito grata por tê-la superado, mas que foi um período de muita apreensão. "Fiquei com medo de ter passado para o meu pai e minha mãe, que são as pessoas que eu mais tenho contato."

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Oliveira não revelou exatamente quando contraiu a doença. Feliz por estar curada, a atriz se diz triste por aqueles que não conseguiram se recuperar. "Não existe mais o quão próximas são as pessoas que estão pegando o vírus. Existem pessoas que estão morrendo e é doloroso, independentemente da proximidade.

Para a atriz, este é um momento delicado, de poucos planos. "[É hora de] ser minimamente otimista, sem criar grandes expectativas para que a gente não se frustre e não deixe de caminhar", afirma ela, que ainda assim, diz que ficará extremamente feliz em voltar a trabalhar, ainda que seja nos protocolos necessários neste momento.

Leia também

"Eu amo o meu ofício, então não me sinto insegura em voltar. Mas sei que será um retorno diferente, com algumas adaptações e restrições em função do momento que estamos vivendo", afirma ela, que foi convidada para fazer parte do elenco da novela "Cara e Coragem", que deve ir ao ar depois de "Quando Mais Vida Melhor", sucessora de "Salve-se Quem Puder", na faixa das 19h da Globo.

Apesar do convite para o novo trabalho, Oliveira afirma que ainda faltam algumas definições. Segundo a atriz, já foi conversado com a diretora e a autora da trama, mas ainda é cedo, e tudo deverá acontecer no próximo ano.

Enquanto os novos trabalhos não chegam, Paolla Oliveira, que tem passado a pandemia em casa, aproveita para rever sua performance como a policial Jeiza, personagem de "A Força do Querer" (Globo, 2017), atual reprise da Globo na faixa das 21h. A atriz diz que evita rever seus trabalhos e que, por isso, é uma experiência nova.

"Está sendo muito divertido poder assistir, poder ver a repercussão, as pessoas comentando novamente e curtindo a Jeiza mais uma vez. Eu estou gostando bastante, esse trabalho foi muito importante e marcante na minha carreira", afirma ela, que chegou a dizer no programa Altas Horas (Globo) que costuma ser muito crítica ao se ver na TV, mas agora tem sido só gargalhadas.

JEIZAS E VIVIS

Além da diversão que tem sido assistir "A Força do Querer", Paolla Oliveira destaca a personagem Jeiza como uma das mais importantes em sua carreira, ao lado de Vivi Guedes, a influenciadora digital que conquistou o público em "A Dona do Pedaço" (Globo, 2019) - último papel da atriz em novelas antes da pandemia.

"Vivi Guedes realmente foi um personagem muito grande, muito potente. Assim como a Jeiza, que está no ar, eu fico feliz de poder dar corpo, voz e alma para essas mulheres, eu espero que o próximo papel seja tão bom quanto esses", afirma Oliveira, ao emendar que não sabe ainda de detalhes sobre a personagem que poderá dar vida em "Cara e Coragem".

Mas Jeiza está aí para provar que a atriz não tem problemas em encarar novos desafios. Oliveira teve que pegar firme na preparação para dar vida à policial e lutadora de MMA, que vive uma relação cheia de idas e vindas com Zeca (Marco Pigossi). Próximo ao centésimo episódio, sua personagem agora passará por uma reviravolta com a oportunidade de lutar no exterior e com novidades no amor.

"Foi muito desafiador no início, mas ver as mulheres se identificando com ela foi muito gratificante. Eu estou gostando bastante, esse trabalho foi muito importante e marcante na minha carreira", afirma ela, que dividiu protagonismo da trama com Bibi (Juliana Paes) e Ritinha (Isis Valverde), e que recebeu o prêmio de melhor atriz de novela naquele ano no Melhores do Ano do Domingão do Faustão.

'A FORÇA' EM NÚMEROS

Apesar de ter conquistado o público, a edição especial de "A Força do Querer" chega ao seu terceiro mês de reprise sem muita comemoração em relação à audiência. A trama de Gória Perez, que se aproxima do seu ápice em suas três tramas centrais -- de Jeiza, Bibi e Ritinha, tem registrado média de 29 pontos no Ibope na Grande SP (cada ponto do Kantar Ibope equivale a cerca de 73 mil domicílios).

Já no Rio de Janeiro, a média é de 30 pontos - cada ponto equivale a 47,4 mil domicílios. Os números são inferiores aos registrados por sua antecessora, "Fina Estampa" (Globo, 2010-2011), cuja reprise alcançou média 34 pontos, tanto em São Paulo quanto no Rio.

Mesmo que a audiência não seja espetacular, Paolla Oliveira parece estar novamente conquistando o público. E se a questão são os números, os 29 milhões de seguidores que ela possui no Instagram têm revivido um pouco dos bastidores da novela também. Conversa com Marco Pigossi, zombarias sobre Jeiza e Rubinho (Emilio Dantas) e quedas acidentais foram mostradas por ela.

Apesar das brincadeiras, a atriz afirma que chega ao final de 2020 sem muitos planos para as festas de fim de ano e destaca que o momento é de reflexão. "Depois deste ano tão complexo que tivemos, eu espero poder estar perto das pessoas que eu gosto, agradecer por estar viva. E que seja um ano melhor."

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube