Após comemorar a vitória de Lula, Anitta avisa que vai continuar afastada das redes

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Logo depois de comemorar a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições 2022 para presidente da República, Anitta, 29, anunciou que irá continuar afastada das redes sociais por um tempo. Nas últimas semanas, a cantora interagiu bem menos com fãs do que o costume e até surgiram boatos de que ela estaria sofrendo de depressão. A intérprete do hit "Envolver" negou estar doente, diz que se sente "feliz e plena", mas assumiu que tem evitado a internet. Anitta avisou que ainda vai continuar "em off". "Estou num momento de cuidar de mim", explicou a cantora.

Anitta ressaltou que a sua equipe irá manter seus perfis oficiais com informações sobre a carreira e desabafou. "Fiquei fora da internet por uns motivos, aconteceram algumas coisas na minha vida e eu quis muito abraçar minha família. E eu lembrei do último momento em que estive com eles e só tinha brigas políticas. Nossos momentos se limitaram a discussões, ofensas, gritarias. E aí eu pensei: 'Nossa, é isso o que a gente está virando, né? O que o país está virando'", reconheceu a cantora que em julho tinha declarado o seu apoio ao candidato do Partido dos Trabalhadores. Desde então, ela virou alvo de ataques de Bolsonaro e seus apoiadores.

Ela ainda comentou que ficou aliviada com o fim das eleições no Brasil. "Alívio. Se o amor venceu, agora é hora de colocar esse amor em prática. Colocar a democracia em prática", começou ela, em uma série de posts no Twitter. Anitta pediu também que os eleitores do petista precisavam acolher e respeitar quem votou em Jair Bolsonaro, candidato do Partido Liberal e que tentava a reeleição. "Só assim a gente nunca mais vive o pesadelo que foi essa eleição. Enquanto ainda tratarmos o outro com agressividade, raiva e desrespeito, só estaremos sendo o espelho daquilo que dizemos que estamos lutando contra. Rezo pela união. A pessoa que preferíamos ganhou, mas metade do povo brasileiro está infeliz", observou ela.