Após ataques racistas, Ludmilla afirma que voltou para redes sociais: "Sou mais forte que isso"

A funkeira explicou que ficou triste pela quantidade de ódio que recebeu, e que guardou as provas para denúncias criminais