Após anunciarem saída das redes sociais, príncipe Harry e Meghan Markle já falam em retorno

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Poucos dias após confirmarem que não voltariam mais às redes sociais, príncipe Harry, 36, e Meghan Markle, 39, deram esperança aos fãs que sentem falta de acompanhar a vida do casal real pela internet. Em entrevista à revista Fast Company publicada nesta sexta (22), o filho de Charles e Diana falou sobre os impactos das redes sociais na saúde mental e afirmou que eles voltarão às plataformas quando acharem que for o certo a fazer. "Nós vamos voltar às redes sociais quando parecer certo para nós -talvez quando vermos mais comprometimento para mudá-las ou reformá-las--, mas neste momento nós investimos nossa energia em aprender sobre esse espaço e pensar em como nós podemos ajudar", disse o príncipe Harry. Suas críticas às plataformas se devem também à violência propagada por elas e às fake news. O príncipe também acenou para um descontentamento quanto ao poder que as empresas de tecnologia vêm acumulando nos últimos anos. Para ele, foram as redes sociais que estimularam e agravaram questões importantes dos últimos meses, como a invasão ao Capitólio dos Estados Unidos por apoiadores de Donald Trump e as queimadas da Amazônia. Num nível pessoal, ele mostrou descontentamento com a maneira como o público lidou com seu casamento com Markle, alvo de fofocas e polêmicas incontáveis. "Eu fiquei realmente surpreso ao testemunhar como minha história foi contada de uma única forma, como a da minha esposa foi contada de uma única forma, e então nossa união fez com que a narrativa dessas histórias fosse muito diferente. Essa falsa narrativa foi a mãe de todo o assédio [que sofremos]. Isso não teria começado se nossa história tivesse sido contada de modo verídico." Em meio a toda a atenção da mídia que o casamento entre os dois provocou, Harry e Meghan decidiram se afastar da família real britânica e abandonaram seus postos oficiais na realeza. Hoje eles vivem nos Estados Unidos e estão sob contrato com o Spotify para produzirem uma série de podcasts.