Após ameaças de morte, Luisa Sonza fala de novo álbum: "Não me recuperei ainda"

Luísa Sonza conversou com o 'Fantástico' sobre seu novo álbum, 'Doce 22', e afirmou que o disco mostra seu real estado mental após receber ataques de ódio e ameaças de morte e precisar se afastar das redes sociais. Luisa foi vítima de uma onda de ódio após a morte do filho do ex-marido, Whindersson Nunes, com muitos haters a responsabilizando de alguma forma pela tragédia.

"Eu não posso dizer que que eu me recuperei. Eu botei uma coisa na minha cabeça que eu não vou mais mentir, fingir que está tudo bem, porque eu fingi isso por muito tempo. E no “Doce 22” ,todas as músicas que surgiram foram porque assim: metade do álbum que é o lado B, que é o lado talvez o mais especial para mim, ele surgiu praticamente todas as músicas com eu chorando, escrevendo", desabafou.

Leia também

Luísa afirmou que sua vida nos últimos anos foi sempre dividida entre sucesso profissional e vida pessoala tribulada. “Esse álbum, ele foi muito diferente, porque tudo o que eu fiz nele. Veio tudo muito intenso, porque esse álbum é sobre meus 22 anos, é o “Doce 22”. E ele traz tudo o que eu estava vivendo com os meus 22 anos. É como se eu tivesse, com 22 anos, no melhor e no pior momento da minha vida, porque todos os meus sonhos estavam se realizando. E pessoalmente eu estava vivendo o caos".

Entenda o que aconteceu com Luísa

Luísa Sonza infelizmente voltou a ser alvo de ataques pelas redes sociais. A onda de chorume começou após ser revelado que João Miguel, filho de Whindersson Nunes e Maria Lina, não resistiu após o parto prematuro.

Segundo informações publicadas pelo colunista Leo Dias, a equipe que é responsável pela carreira de Sonza achou por bem afastá-la das redes sociais para preservar sua saúde mental. A cantora chegou a receber fotos de armas nas mensagens diretas do Instagram.

“Tu é o próprio satanás na terra. Quem vai ser a próxima a morrer vai ser tu, beijo”, escreveu um hater. “Assassina. Atrás de mídia. Prejudicou o filho do Whindersson. Está feliz agora?”, atacou outro. Em outra mensagem exposta pelo colunista, diz: “Seus fãs e você tinham que morrer. Vou desejar a morte de todos vocês, como fizeram pro Whindersson.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos