Após 15 anos de espera, moradores de Austin, em Nova Iguaçu, aguardam a conclusão de viaduto

Flavio Trindade
·3 minuto de leitura

Depois de mais de 15 anos de espera, os moradores de Austin, em Nova Iguaçu, estão vendo tomar forma um viaduto prometido há muito tempo para a região. Esta semana foi concluída mais uma etapa da obra da via, que irá ligar os dois lados do bairro, cortados pela linha férrea, e acabar com uma passagem de nível que foi palco de muitos acidentes ao longo dos últimos anos.

O viaduto virou folclore na região. Mesmo com boa parte da construção já feita, os moradores dizem que só acreditarão na finalização da estrutura depois que o primeiro carro atravessar de um lado a outro. O aposentado José Silvino, de 74 anos, que vive na área há 50, contou que já viu muitos acidentes na passagem de nível do bairro. Ele brinca que a demora entre o anúncio e a construção do viaduto fez os moradores batizarem a via com nomes curiosos.

— Essa obra demorou tanto para acontecer que o pessoal aqui falava que era o viaduto de “São Nunca”, ou então viaduto de “São Tomé”, porque a gente só acredita quando estiver pronto. Mas é bom que esteja finalmente sendo finalizado, vamos ver se essa obra não para como outras por aí. Acho que vai ser útil para motoristas e moradores. Tenho medo de parentes meus passarem por ali diariamente. Moro nesse bairro desde que era garoto e vi acidentes feios. Muita gente já morreu nessa passagem — contou seu José Silvino.

Anunciado pelo governo do estado em 2004, o viaduto de Austin foi licitado em 2006, com orçamento de R$ 18 milhões, mas a empresa vencedora não iniciou os trabalhos. Após protestos de moradores, em 2010, foram instalados tapumes e placas da obra, e funcionários iniciaram parte das atividades, mas logo o canteiro foi novamente abandonado. Na ocasião, o DER informou que a obra seria auditada pelo departamento e posteriormente informou que, durante a auditoria, o órgão encontrou erros no projeto de engenharia do viaduto.

Em setembro do ano passado, a Prefeitura de Nova Iguaçu entrou em acordo com o governo do estado e assumiu a responsabilidade de finalizar a obra. Segundo dados da administração municipal, serão gastos pouco mais de R$ 13,5 milhões na obra, sem aporte do governo do estado. Ainda não há um prazo de inauguração do viaduto.

Passarela de pedestres está finalizada

De acordo com a Prefeitura de Nova Iguaçu, o viaduto de Austin terá 346 metros de extensão e nove de largura. Os acessos serão feitos pelas ruas Ramos de Castro e Itamogi. Uma passarela de pedestres também já foi construída no local para quando a passagem de nível for fechada.

Ainda segundo a prefeitura, 75% da obra já está pronta. Mas o número não convence muitos moradores, que mesmo olhando boa parte da estrutura de pé, ainda têm dúvidas quanto à sua conclusão. É o caso da dona de casa Danuza Ferreira, de 36 anos, que também é adepta do ditado “só acredito vendo”. Além disso, ela dá uma sugestão sobre a passarela feita no local:

— São tantos anos de promessas que a gente fica calejado. Pode falar que tem 20%, 30%, mas eu só acredito mesmo quando estiver 100%. Até lá, não me surpreendo se um dia pararem de novo. Se ficar pronto, aí vai ser bom, eu passo por ali e muitas crianças também. Eles só podiam mudar o desenho daquela passarela. Sei que tem de ter rampa para os deficientes, mas deveriam fazer uma escada para evitar aquele zigue-zague todo.