Criador de "Game of Thrones" se incomoda com previsões de sua morte

George R.R. Martin, criador de Game of Thrones, no Neuchatel International Fantastic Film Festival
George R.R. Martin, criador de Game of Thrones, no Neuchatel International Fantastic Film Festival. Foto: REUTERS/Denis Balibouse

Resumo da notícia:

  • George R.R. Martin se irrita com especulações sobre sua morte

  • Autor dos livros que baseiam "Game of Thrones" rebateu quem imagina o futuro da trama sem ele

  • Escritor de 73 anos afirmou que se sente longe de morrer

George R.R. Martin parece estar bastante incomodado com especulações sobre sua morte. Aos 73 anos, o autor dos livros "As Crônicas de Gelo e Fogo", que inspiram a série "Game of Thrones", garantiu à Variety que não é preciso imaginar o futuro da trama depois que ele não estivar mais aqui, porque isso ainda vai demorar.

"Acho um pouco horrível. As pessoas especulam na internet o que vai acontecer com o resto dos livros quando eu morrer", afirmou ele, que tem duas obras da saga em aberto, mas não se preocupa com a possibilidade de não completá-las. "Não gosto de especular sobre isso. Me sinto longe de morrer," completou.

"The Winds of Winter" e "A Dream of Spring" devem completar os títulos da série que derivou a produção da HBO embora ainda não tenham previsão de publicação.

Vale lembrar que George R. R. Martin escreveu em seu blog que os livros que continuam a trama de "As Crônicas de Gelo e Fogo" estão muito distantes dos acontecimentos da série de "Game of Thrones".