Processo de adoção de gêmeos motiva Antônio ‘Pezão’ em retorno aos ringues

Antonio "Pezão" volta aos ringues dia 19 de outubro (Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty Images)

Após dois anos afastado dos ringues, Antônio “Pezão” Silva tem um estímulo a mais na vida pessoal a poucos dias de retornar à ativa no dia 19 de outubro na Flórida, Estados Unidos, em confronto de boxe sem luvas diante do brasileiro Gabriel “Napão”.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

“Pezão”, que geralmente treina na academia American Top Team na Flórida, próximo ao local onde será a luta, contou ao blog que transferiu seu camp de treinamento para a academia Pitbull Brothers em Natal enquanto lida com o processo de adoção de dois meninos, gêmeos, de um ano e cinco meses.

Veja outras notícias de MMA e lutas

O ex-desafiante ao cinturão dos pesos pesados do UFC já tinha filhos no relacionamento anterior — a filha mais velha, Anna Ribeiro, de 20 anos, iniciou em 2019 sua carreira no MMA amador. Ele contou ao blog que adotar era “um desejo que sempre tive no meu coração”.

“Sempre tive essa vontade, uma forma de dar amor e carinho, uma oportunidade de vida melhor. Deus me mostrou o caminho, abriu as portas, mostrou que esse era o momento, e resolvi fazer. Se Deus quiser, daqui a pouco estou com meu sonho realizado,” disse o lutador.

Além da luta de boxe sem luvas com “Napão”, o peso-pesado deve enfrentar Gregory Tony nas regras do kickboxing dia 30 de novembro em Auckland, Nova Zelândia.

“(O processo de adoção) tem ajudado e muito porque é um estimulo maior, uma vontade maior de treinar e fazer uma grande luta, obter um resultado positivo, e conseguir mais esse feito na minha carreira. Só tenho a agradecer. É uma motivação a mais,” disse “Pezão”.

Veja mais de Guilherme Cruz no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter