Anitta toca áudio de Lula em podcast ao vivo e comenta a beleza de sua vagina

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "Anitta, eu quero agradecer a gentileza e o carinho que você teve me convidando para participar do Poddelas junto com você", começou Luiz Inácio Lula da Silva em um áudio que vinha do celular da cantora Anitta durante o podcast Poddelas nesta segunda.

Na gravação, Lula disse estar com vontade de participar do programa ao vivo e poder discutir os problemas do Brasil. "Estou totalmente à disposição, combine com elas que se elas quiserem marcar um dia, eu estarei aí como Lulinha paz e amor". "Anitta, se cuida porque tem gente muita maldosa nesse país", conclui o ex-presidente.

Semanas atrás, Anitta declarou voto no petista e disse que ajudaria a divulgá-lo onde fosse possível.

"Superconvidado", responderam as apresentadoras Tata Estaniecki e Bruna Unzueta, que foram para o Rio de Janeiro e prepararam um estúdio num cômodo da mansão da autora de "Envolver". A situação, que foi anunciada pela cantora como uma "supresa" não antecipada às apresentadoras, veio no meio do programa ao vivo desta noite em que ela comentou sobre diversos aspectos de sua vida e carreira, e ainda teve direito a propaganda do seu perfume íntimo.

"Não vou esperar ficar velha para parar, quero parar cedo", disse a cantora quando questionado sobre um tuíte em que escreveu: "A dica do dia é: me aproveite enquanto é tempo".

"Não quero aos 35, aos 40, ser comparada com pessoas que estão chegando agora, com fôlego", diz, sugerindo que hoje a saúde vale mais hoje do que o sucesso, considerando que já obteve várias conquistas como sucesso brasileiro e mundial.

"Talvez eu continue fazendo por diversão, por esporte, amor, mas não tenho vontade de ficar nesse compromisso de fazer sucesso. A indústria musical é injusta com as mulheres", acredita.

Ela diz ainda que "Envolver", que chegou ao topo do Spotify, era desacredita por outras pessoas da indústria --mas ela não se importou com esses comentários. Agora, ela diz que prefere "perder alguns números" do que não fazer o que deseja. "Eu não tenho que fazer nada". "Eu já ganhei, deixo os outros ganharem agora", disse.

Anitta contou ainda que leu a biografia de Carmen Miranda, escrita por Ruy Castro, e que não considera uma audácia comparar suas carreiras, e que se espantava ao ver os tropeços da "Pequena Notável", que ela não pretende replicar em sua carreira.

"Saí de uma cirurgia, estou no auge da minha saúde", disse a cantora, que também comentou as dores provocadas pela endometriose --que ela só descobriu após 9 anos sentindo dores, crendo serem sintomas de infecções urinárias após relações sexuais.

Depois de comentar os riscos da doença, ela entrou em um momento descontraído, mostrando um vídeo gravado por sua médica após a cirurgia, quando a cantora, ainda dopada, comentava sobre a beleza de sua vagina e sobre o perfume íntimo que lançou. Todos na mesa riram, surpresos da maneira como Anitta reage, contando histórias indiscretas. O registro, no caso, foi feita a pedido da própria cantora.

Ainda no quesito fisiológico ela ficou comentando sobre o odor de seus gases e de suas fezes, que seriam menos fedidas por causa da alimentação vegetariana. Contou também sobre como segurou as flatulências por um dia em Las Vegas e, por isso, teria passado muito mal. "Quando eu fui [gravar com] a Madonna me caguei toda", contou.

O assunto veio num momento em que comentaram a sociedade de Anitta com a marca Fazenda Futuro, que faz comidas vegetarianas que imitam o gosto e a textura de alimentos de origem animal.