Anitta sobre ter chamado a ex-rival Kamilla Fialho para aniversário: 'É possível viver em harmonia'

Treta com Ivete, papo íntimo com Madonna e romances: 6 fatos da biografia de Anitta (Foto: Reprodução/Instagram @anitta)

Quando está envolvida em polêmicas, Anitta gosta mesmo de esclarecer tudo em suas redes sociais. E não foi diferente na noite desta sexta-feira (29), após ter convidado alguns famosos ‘desafetos’ para a sua festa de aniversário, entre eles sua ex-rival e empresária, Kamilla Fialho.

Receba no seu Whatsapp as novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais)

Em inúmeros vídeos no Instagram, a ‘poderosa’ explicou que quer ‘passar uma borracha em alguns assuntos’ e também comentou sobre a biografia, ‘Furacão Anitta‘, escrita pelo jornalista Leo Dias.

“Quando eu a convidei, foi na sinceridade. Aconteceu sim, mas eu gostaria de passar uma borracha para que todos saibam que independente das diferenças profissionais as pessoas não precisam estar em guerra. Essa é a minha vontade, eu tenho isso. Esse caso acaba sendo público, infelizmente. Preferia que nem fosse. Não significa que eu seja amiga, só não torço contra ninguém. E também eu gosto muito de uma artista dela, a MC Rebecca, gosto muito da música dela, acho ela muito gata. Chamei e a Kamilla veio também. É possível viver em harmonia mesmo sem concordar. Por isso que meu aniversário é meu dia preferido do ano”, disse Anitta nos vídeos.

Leia Mais: ‘Na França, querem o meu nariz’, diz Anitta sobre cirurgias plásticas

Outra poderosa do funk também citada como desafeto de Anitta. Priscilla Nocetti também esteve no aniversário da cantora. “Nunca deixei de falar com a Priscilla Nocetti, que era da Furacão. Era uma fã assumida desde a época que eu estava lá, mesmo com os problemas. São briguinhas que acontecem e depois resolve. Não ia deixar de acontecer comigo só porque eu sou cantora e sou conhecida”, esclareceu a artista.

Presente ou caos de aniversário? 

Anitta revelou em sua rede social que ainda não leu toda a biografia sobre sua vida, mas que ganhou o livro de presente de aniversário e que vai ler durante sua próxima viagem. “Eu escolhi ser cantora, então não tenho medo de exposição. Eu sou bem verdadeira. Ainda não li (o livro). Ele é tão engraçadinho que me deu de aniversário o livro da minha biografia. Criou um caos, e me mandou o caos de aniversário. Eu estou levando na mala para ler”, disse ela a caminho do aeroporto.

Para a cantora, sua melhor estratégia diante de uma biografia não autorizada era permitir que todos falassem e que ela também desse sua versão das situações:

“Algumas partes eu tinha lido porque pedi para dar a minha versão da história também. Eu pedi que sempre ouvisse o outro lado. Eu não vou mentir que eu nunca falei com ele sobre isso. Falei sim. Desde sempre deixei claro que sou uma pessoa estrategista que planejo minha carreira pra caramba. Então pensei no melhor que poderia ser feito. Dos poucos trechos que eu vi está melhor do que imaginava. Vi um pouquinho do início e me emocionei bastante porque ele entrevistou minha mãe e meu irmão. Ele me perguntava coisas e eu dava a minha versão. Ele fez uma curadoria e escolheu da maneira dele.”

Assista a seguir: