Deputado Federal alfineta críticas políticas de Anitta e ela rebate: “Vários aprenderam comigo”

Anitta rebate crítica de deputado federal (reprodução / instagram @anitta)
Anitta rebate crítica de deputado federal (reprodução / instagram @anitta)

Anitta está em um dia intenso de comentários políticos nas redes sociais. Após bradar contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e suas escolhas de condução do Brasil, ela também respondeu ao deputado federal Junio Amaral (PSL/MG).

O parlamentar respondeu uma das várias mensagens que ela publicou criticando um erro que ela cometeu quando teve aulas sobre política com Gabriela Prioli em 2020: “Não entendo como ainda se atreve a abrir a boca sobre política depois de ‘deputado municipal’. Fale sobre tatuagens, é melhor.”

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também:

Anitta então questionou qual era o interesse do parlamentar em criticar um eleitor. “Grande parte do eleitorado ao qual o senhor vai pedir voto já já cresceu não entendendo nada de política. Que bom que matei minhas dúvidas na frente dos outros sem vergonha nenhuma... Assim vários puderam aprender comigo”, ressaltou.

À época, Anitta e Prioli foram acompanhadas por centenas de pessoas pelas redes sociais em suas aulas semanais que ensinaram desde a divisão dos poderes da república até os impactos das decisões de cada um deles. A cantora também estudou economia antes de entrar no conselho de um banco.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ela continuou o questionamento ao político: “Você já fez alguma coisa no seu mandato pela educação política no Brasil? Ou está aí na sua sala zoando da cara do eleitor que não teve acesso à informações básicas que deveriam ser parte do estudo público do Brasileiro?”

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O deputado, que é cabo da Polícia Militar de Minas Gerais e de direita, desdenhou da cobrança: “Sei que você faz muita coisa na frente dos outros sem vergonha nenhuma. Outra coisa, não peço voto para imbecis pois eles já têm preferência pelos vereadores federais do PT.”

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.