Anitta reaparece, questiona pesquisas e vira alvo de famosos e anônimos

***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 01.03.2020 - A cantora Anitta. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 01.03.2020 - A cantora Anitta. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após ficar em silêncio durante a campanha no segundo turno eleitoral, a cantora Anitta fez um post no Twitter no início da madrugada questionando as pesquisas eleitorais.

"Se o voto é secreto protegido pela lei, por que será que as pesquisas de voto são permitidas pela lei? Não parece um pouco ambíguo? Bom refletir sobre", disse.

A frase da artista foi questionada por várias pessoas, entre anônimos e famosos. "Tá falando sério?", perguntou a cantora Teresa Cristina. O youtuber e empresário Felipe Neto respondeu com vários pontos de interrogação. "Igual as minhas paranoias antes de dormir", ironizou uma seguidora.

Em seguida, Anitta pediu paz, amor, união, luz, compreensão, tolerância, compaixão e empatia. "Que sejamos capazes de emanar energias de luz para todos nós para que nosso país não afunde em uma treva ainda maior nesse dia de eleições", disse. "Que todos possam andar sem medo nas ruas. Antes, durante e depois das votações. Que o medo não vença de nenhuma maneira".

A cantora afirmou também que quem não conseguiu entender sobre política deve votar de acordo com sua própria opinião e não por indicação de alguém. A artista sugeriu que o eleitor imagine os candidatos como pais e pense como seria tratado por cada um deles.

"Como suas necessidades seriam escutadas e trabalhadas? Ou elas nem seriam?", perguntou. "Às vezes a resposta está bem pertinho da gente e a gente se perde no meio com tantas coisas que escutamos e tantos nervos aflorados".

Anitta desejou que o medo não vença as eleições. "O povo unido jamais será vencido", declarou. A artista declarou voto em Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no primeiro turno e disse ter oferecido dicas de estratégias para as mídias sociais.