Anitta não está só: Larissa Manoela, Giovanna Ewbank e mais famosas com endometriose

Larissa, Anitta e Giovanna (Fotos: Divulgação/Globo e Manuela Scarpa/Brazil News)
Larissa, Anitta e Giovanna (Fotos: Divulgação/Globo e Manuela Scarpa/Brazil News)

Anitta chamou atenção com um desabafo em seu Twitter nesta quinta-feira (7). A cantora falou sobre as dores que sente após as relações sexuais, criticou o julgamento das pessoas que automaticamente associam seus sintomas a falta de higiene ou alguma DST (doença sexualmente transmissível) e revelou que há pouco tempo foi diagnosticada com endometriose. Na sequência de posts, a artista ainda contou que fará uma cirurgia em breve.

Embora a endometriose ainda seja um assunto pouco falado na mídia, Anitta não está sozinha. Anônimas e famosas se manifestaram nos comentários da publicação da poderosa. Larissa Manoela, que já havia falado sobre o tema publicamente, elogiou a cantora por também expor seu caso e, consequentemente, abrir os olhos de outras mulheres que apresentam os mesmos sintomas.

"Que bom ver você que é uma super mulher falando sobre essa doença que eu também sou portadora e que acomete uma em cada dez mulheres. PRECISAMOS FALAR SOBRE ENDOMETRIOSE!", escreveu a protagonista de "Além da Ilusão".

Casada com Bruno Gagliasso, Giovanna Ewbank contou que passou pela mesma situação. "Me passa um filme na cabeça. Sofri por muitos anos sem saber o que tinha. Eram cólicas de desmaiar de dor e muito desconforto na relação sexual. Eu nunca tinha ouvido falar da doença quando descobri e logo operei. Mudou a minha vida! Procure saber!", orientou.

Outras famosas que falaram sobre o assunto

Tatá Werneck

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Suzana Alves

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Adriana Esteves

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Wanessa Camargo

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O que é endometriose?

A endometriose recebe esse nome porque ela atinge o endométrio, que é a camada de tecido que reveste o interior do útero. Quando o endométrio surge fora do útero, onde ele deveria ficar, é quando se dá a endometriose.

De acordo com a SBE (Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva), a doença atinge amplamente órgãos do sistema reprodutor feminino, como ovários, trompas e útero. Mas há casos de formação de células com características do endométrio em outras áreas do corpo, em órgãos próximos como bexiga, bem como locais mais raros como intestino, diafragma, e pulmão.

Estima-se que mais de 170 milhões de mulheres no mundo sofrem com doença. No Brasil, esse número chega a 7 milhões, de acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde). A endometriose atinge mulheres durante o período reprodutivo, podendo ser desenvolvida em qualquer momento entre a primeira menstruação e a menopausa. Se você se identifica com os relatos, agende uma consulta com um ginecologista.