De Anitta a Leonardo DiCaprio, famosos reagem à vitória de Lula nas eleições 2022

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A vitória de Lula (PT) para um terceiro mandato como presidente foi comemorada ou lamentada por muitos famosos, que acompanharam com particular interesse as eleições 2022. De um lado, os apoiadores do presidente eleito estavam em êxtase, mas os que preferiam a reeleição de Jair Bolsonaro (PL) não gostaram do resultado.

Um dos primeiros a falar sobre o tema foi o cantor Gilberto Gil, que foi ministro de Lula anteriormente. "Lula carrega consigo hoje a esperança do povo brasileiro por dias melhores", afirmou. "Uma responsabilidade enorme, mas depositada numa pessoa com uma história extraordinária e que já se mostrou capaz de transformar a vida de quem mais precisa. Hoje celebramos sua vida e desejamos serenidade para enfrentar os desafios e disposição para manter-se firme na missão que cumpre pelo nosso Brasil. Viva Lula! Aquele abraço!"

Outro Gil, o ex-BBB Gil do Vigor, brincou com uma frase que costumava repetir no reality show. "O Brasil não está mais lascado", escreveu.

Por sua vez, a cantora Anitta disse estar aliviada. "Se o amor venceu agora é hora de colocar esse amor em prática", afirmou. "Colocar a democracia em prática. Acolher e respeitar o vizinho que votou diferente, compreender e respeitar a pessoa que votou igual a você mas discorda em algumas coisas. Só assim a gente nunca mais vive o pesadelo que foi essa eleição. Essa guerra social que vivemos. Enquanto ainda tratarmos o outro com agressividade, raiva e desrespeito só estaremos sendo o espelho daquilo que dizemos que estamos lutando contra."

Ludmilla também usou as redes sociais para comemorar. "O Brasil sorrindo de novo. Estamos juntos, meu presidente. O after da posse é por minha conta", escreveu. Já Pabllo Vittar disse apenas: "Muito feliz, meu Deus".

Até o astro internacional Leonardo DiCaprio comentou a vitória de Lula. "O resultado da eleição brasileira nos dá uma oportunidade de mudar o curso da história, não só para o Brasil e para a Amazônia, mas para o mundo."

O humorista Marcelo Adnet fez uma crítica a Bolsonaro. "Primeira vez que um presidente não se reelege. O pior presidente da história, mesmo abusando da máquina, está defenestrado", disse. Antonio Tabet, do Porta dos Fundos, comentou: "Foram 700 mil mortos na pandemia e dois milhões de votos de diferença para Lula. Bolsonaro perdeu para o luto. A vida venceu a morte".

O colega Carlinhos Maia disse estar feliz com o resultado. "Lula parabéns, agora é trabalhar por todos", escreveu nas redes sociais. "Pensar em todos. Aos que perderam tantos amigos e familiares pela política, agora é seguir em paz e lembrando que a voz do povo sempre será a voz de Deus!"

Já Roger Moreira, do Ultraje a Rigor, foi um dos que não gostaram do resultado. "Vejam bem, eu não estou triste porque Bolsonaro perdeu mas porque Lula ganhou", afirmou. "Já sabemos como o ladrão governa, mas dessa vez pode ser ainda pior. Bora impeachar (sic) o cramulhão e seus asseclas. Antes que o estrago seja ainda maior."

Outro que não demonstrou estar contente foi o humorista Mauricio Meirelles. "A noticia boa: Bolsonaro vai sair. A noticia ruim: Lula vai entrar", escreveu. Alguns dos apoiadores mais ferrenhos do atual presidente, como Gusttavo Lima, Regina Duarte e Cássia Kis, não haviam se manifestado até a última atualização deste texto.