Anitta já não tem mais previsão de alta após cirurgia de endometriose

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um dia após se submeter a uma laparoscopia para tratar um caso de endometriose, a cantora Anitta já não tem mais previsão de alta. De acordo com nota divulgada pelo Hospital Vila Nova Star, a cantora apresenta uma evolução satisfatória do quadro clínico após a operação.

Especulava-se que a artista deixaria o hospital até o final da semana, entretanto, ainda de acordo com o hospital, ainda não há previsão de alta. Minimamente invasiva, a laparoscopia consiste na retirada ou queima do tecido endometrial que esteja danificando órgãos como a bexiga, os intestinos, os ovários ou a região exterior do útero.

"O Hospital Vila Nova Star, da Rede D'or, informa que a artista Anitta permanece internada na unidade, localizada na zona sul da capital paulista. A evolução do quadro clínico da artista após a cirurgia é considerada satisfatória. Anitta está sob cuidados médicos da equipe chefiada pela professora Dra. Ludhmila Hajjar e pelo diretor geral do hospital, Pedro Loretti. Até o momento, não há previsão de alta", diz a nota.

A artista deu entrada no hospital logo após encerrar uma turnê pela Europa, na qual percorreu 20 países em 30 dias. Em seu Instagram, Anitta revelou que a cirurgia já estava marcada antes de embarcar para os shows no continente.

A endometriose é uma doença crônica que afeta mulheres em idade reprodutiva. No hospital, a popstar esteve acompanhada do namorado, o DJ e produtor canadense Murda Beatz, e da influenciadora paraibana Gkay.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos