Anitta fala sobre uso de antidepressivo e busca pelo corpo perfeito

Foto: Reprodução/Instagram

Após comentar sobre o período em que teve depressão em sua série, inclusive, enquanto conduzia o projeto internacional “Check Mate”, Anitta falou sobre como a cobrança do corpo, as criticas em relação ao seu trabalho e o excesso de trabalho contribuíram para a doença. 

“Tive a primeira depressão bem no início de carreira, quando tinha 18 anos. Sempre que eu ficava muito mal, achava que tinha um motivo. ‘Ah, é porque o povo tá falando mal, é porque não sei o que deu errado’. E sempre com essa ansiedade. Até que, quando veio o ‘Vai, Malandra’, que tudo deu muito certo e não tinha nada para reclamar, ainda assim não estava feliz. Foi aí que acendeu a luzinha”, contou a cantora em entrevista ao “Bem Estar”, exibida nesta sexta-feira (23)

Leia maisShow das Poderosas! Anitta e Madonna podem gravar funk

“Era bem difícil de sair de casa, de levantar da cama, sair do quarto. Era uma luta. Não estava conseguindo atender as pessoas no camarim, atender os fãs”, revelou a cantora, que tem se tratado com antidepressivo. 

“Consegui encontrar um remédio que não me dá nenhum efeito e está super funcionando. Tirei um pouco de trabalho, cancelei alguns compromissos, para poder ter um tempo para mim, viajar, descansar. Temos que cuidar sempre. Não é porque você está bem agora, que você tem que esquecer de olhar para você. Eu amo trabalhar, trabalhei muito essa semana, fiquei cansada. E pensei: cara, vou cancelar, porque preciso ter um momentinho para mim”.

Anitta ainda comentou sobre outro dilema da fama, a disputa incessante por destaque e seus males. “O estímulo dessa competitividade faz a gente ficar com muita pressão na nossa cabeça e nós mesmos vamos entrando em um círculo vicioso que vai criando esse buraco, e quando vemos já estamos lá”, explicou.

A busca pelo corpo prefeito também agravou a crise da funkeira.

“Um dos motivos de eu ter entrado na deprê total é que eu nunca estava feliz com o meu corpo. A barriga estava chapada, tudo incrível, só que a celulite estava lá e era algo frustrante ficar lutando contra ela. Chegou uma hora que falei, vou mostrar e está tudo bem. Gostou, não gostou. Tenho várias outras coisas que compensam.”