Anitta é criticada após dizer que não é petista e proibir uso de sua imagem: "Apaga"

Anitta é criticada após dizer que não é petista e proibir uso de sua imagem:
Anitta é criticada após dizer que não é petista e proibir uso de sua imagem: "Apaga" (Foto: Jordan Strauss/Invision/AP)

Após declarar apoio a Luis Inácio Lula da Silva (PT) nas próximas eleições, Anitta causou polêmica ao afirmar, em suas redes sociais, que não é petista e não autoriza o uso de sua imagem para promover a campanha para eleger o ex-presidente. A declaração surgiu após o perfil oficial do partido usar uma imagem da artista fazendo um "L" com as mãos, em referência a Lula, e outra em que ela aparece ao lado de outras cantoras brasileiras, como Iza, Pabllo Vittar e Ludmilla, ao redor de Lula.

"Minha escolha nessas eleições foi de trazer engajamento e mídia para a pessoa que tem maiores chances de vencer Voldemort nessas eleições. Depois de muitas pesquisas, a conclusão é de que essa pessoa é o Lula", escreveu a cantora em uma thread, comparando o vilão da saga "Harry Potter" ao presidente Bolsonaro.

Antes, ela até havia postado uma foto em que aparece ao lado de uma barra de pole dance, vestida de vermelho e com a estrela do PT na bunda. Com um de seus braços posicionado em formato de "L", as letras "ula" foram escritas ao lado, numa referência ao PT. Porém, o uso de sua imagem pelo partido a irritou:

"Meus ideais políticos e as coisas que eu acredito ficaram para as próximas eleições. Este ano meu foco é fazer minha parte para não dar brecha a esse possível pesadelo de reeleição [de Bolsonaro]. Não usem meu nome e minha imagem para promover a candidatura e o partido de vocês, porque quem usar vai tomar logo um 'forão'", escreveu.

Lula respondeu para pop star via Twitter. "Anitta, de fato você só declarou seu apoio por mim e sei que não é petista. O PT tem milhões de militantes, simpatizantes e também tem gente que não gosta do partido mas mesmo assim está conosco nesta caminhada, porque precisamos que o Brasil volte a ter democracia e paz", diz o post.

No Twitter, que elevou o nome da cantora ao topo dos assuntos mais comentados da rede social, muitos criticaram a postura anti-petista de Anitta: "Tadinha da Anitta, ela não consegue entender que não é somente eleger Lula no 1º turno e sim também eleger o maior número de deputados e senadores para que os projetos avancem na Câmara e [no] Senado. Anitta, apaga esses tuítes e finge que foi hackeada, mulher", declarou um internauta.

"Anitta tá achando que eleição é para presidente igual votação do Prêmio Multishow", criticou mais uma. "O 'L' da Anitta é de 'likes'", debochou outro. Mais críticos do posicionamento de Anitta afirmaram que a declaração sobre o apoio a Lula feita anteriormente seria uma forma de promover o seu lançamento mais recente, o clipe de "Tudo Nosso", da parceria com o rapper Felipe Ret.

O criador de conteúdo Raony Phillips aproveitou as críticas para aconselhar Anitta: "Antipetismo é munição para bolsonarista. Você precisa definir qual é o objetivo dos seus posicionamentos porque acaba passando a ideia errada quando a gente tá bem pertinho das eleições, sabe? A magnitude do seu alcance tem que vir com responsabilidade, poxa", declarou. "Eu só estou usando meus conhecimentos de marketing e estratégia de crescimento para o que vocês estão esperando de mim. Nada mais", rebatou a artista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos