Anitta cancela festa de aniversário por causa de coronavírus e propõe celebração via rede social

**ARQUIVO** SÃO PAULO, SP, 25.01.2020: A cantora Anitta. (Foto: Greg Salibian/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Anitta resolveu cancelar sua festa de aniversário que aconteceria nos próximos dias por causa da pandemia de coronavírus. Ela comemoraria seus 27 anos no dia 30 de março, mas resolveu seguir as recomendações de isolamento do Ministério da Saúde e cancelar a celebração.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Notícias no Google News

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook,Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Em seu Instagram Stories, a cantora confirmou que o evento não aconteceria: "É verdade, né gente. Não mandei 'desconvite' porque achei que era meio que óbvio diante de tudo o que está acontecendo", diz ela em vídeo. "Imagina que doideira seria fazer a festa no meio disso tudo".

A cantora ainda brincou que proporia uma festa de aniversário à distância, e apareceria em uma live do Instagram dançando com seus cachorros.

Leia também

Em casa, Anitta afirmou que já está entendia da e que resolveu que estudará francês à distância, via chamada de vídeo.

Vários famosos brasileiros já confirmaram estar com o novo coronavírus. Entre eles estão as influenciadoras Gabriela Pugliesi e Shantal Verdelho e os cantores Di Ferrero e Preta Gil, além da atriz Fernanda Paes Leme.

Já na política, o secretário de comunicação do governo Jair Bolsonaro, Fábio Wajngarten também foi diagnosticado com Covid-19, após viagem da comitiva brasileira para os Estados Unidos. Com isso, o presidente e ministros serão monitorados.

Fora do Brasil, Tom Hanks e sua mulher, Rita Wilson também contraíram Covid-19 na Austrália, onde o ator participa das gravações de um filme sobre a vida de Elvis Presley.

Outro caso é o da irmã do ator Matthew Broderick, 57. Janet Broderick, 64, foi internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital de Beverly Hills, na Califórnia, ao ser diagnosticada com o novo coronavírus. Ela, que é reverenda em uma igreja episcopal, teria contraído a doença em um evento religioso.