Angelina Jolie move novo processo bilionário contra Brad Pitt

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Angelina Jolie move um processo bilionário contra seu ex-marido Brad Pitt. Ela pede US$ 250 milhões, aproximadamente R$ 1,3 bilhão, na Justiça dos Estados Unidos pela administração indevida de uma vinícola que o casal comprou no sul França, em 2008. A defesa da atriz alega que o ator "tomou posse" da propriedade como retaliação ao divórcio do casal.

A vinícola "Chateau Miraval' pertencia 50% a Pitt e 50% a Jolie, sendo que a parte dela sob o nome de uma empresa chamada Nouvel. Segundo informações do site Page Six, neste processo estão documentos que comprovam a divisão dos trabalhos do ex-casal. Enquanto Jolie era responsável pela administração dos projetos humanitários da dupla, como a Jolie-Pitt Foundation, cabia a Brad Pitt cuidar do negócio francês.

Em outubro do ano passado, Angelina Jolie, 47, vendeu as suas ações para o grupo Tenute del Mondo, parte do Grupo Stoli, que tem os famosos vinhos Masseto e Ornellaia em seu portfólio. Pitt, 58, entrou com uma ação contra a ex-mulher e mãe dos seus seis filhos para reverter a venda do imóvel em junho deste ano. Antes, ele já tinha tentado anular a negociação. Os advogados da atriz então reagiram com um novo processo contra o ator.

ale lembrar que foi na grande área verde da Chateau Miraval que o ex-casal trocou alianças, em uma cerimônia simples, no ano de 2014. Angelina e Brad estavam juntos desde 2005 e se separaram legalmente após uma série de brigas judiciais pela guarda dos filhos, em 2016.