Angelina Jolie diz que filha sofreu racismo em tratamento médico

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz Angelina Jolie, 46, contou que sua filha, Zahara, 16, foi vítima de racismo quando precisou fazer uma cirurgia. Em um texto da Time, a artista entrevistou o estudante de medicina britânico Malone Mukwende, autor do livro "Mind The Gap", que fala sobre como doenças aparecem em diferentes tipos de pele.

"Eu tenho filhos de diferentes origens, e, quando todos nós tivemos uma irritação alérgica na pele ao mesmo tempo, ela tinha um aspecto bem diferente na pele de cada um deles, dependendo da cor", relembra a atriz.

"Mas, sempre que eu olhava para quadros médicos, o ponto de referência era a pele branca. Recentemente Zahara, que eu adotei na Etiópia, precisou fazer cirurgia, e na recuperação uma enfermeira me disse que eu deveria ligar para o hospital se 'a pele dela ficasse rosa'."

Mukwende afirmou à estrela de Hollywood que este foi um dos primeiros problemas que identificou na faculdade de medicina, que também é abordado em seu livro. "Às vezes, nas aulas, eu perguntava: 'Qual é o aspecto desse problema em uma pele mais escura?'. Só porque eu queria aprender, mesmo", relembra.

"E muitas vezes as pessoas me respondiam que não sabiam. Então decidi que algo precisava ser feito, e me juntei a alguns funcionários da universidade para coletar fotos e descrições de diferentes condições em indivíduos de diferentes etnias."

Em seu livro, assim como no site Hutano, são catalogadas as reações de indivíduos de diferentes etnias a diferentes doenças, não só dermatológicas. "No entanto, como você acabou de ilustrar, é algo muito problemático para alguns grupos da população", continuou Mukwende na conversa com a atriz.

"Porque não vai se manifestar daquele jeito [como em uma pele branca] e, se você não estiver ciente disso, você provavelmente não vai chamar o médico", concluiu. Zahara foi adotada pela atriz enquanto ela estava casada com o ator Brad Pitt, 57.

Os dois se separaram no ano de 2016, e atualmente enfrentam uma batalha judicial nos Estados Unidos pela guarda de seus filhos. Além da adolescente de 16 anos, eles são pais de Maddox, 19, Pax, 17, Shiloh, 15, e dos gêmeos Knox e Vivienne de 12 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos