Angélica revela ter sofrido abuso sexual aos 15 anos: "Fiquei petrificada"

·2 min de leitura
A apresentadora falou sobre o episódio pela primeira vez (Reprodução / Instagram @angelicaksy)
A apresentadora falou sobre o episódio pela primeira vez (Reprodução / Instagram @angelicaksy)

Angélica quebrou o silêncio ao expor um abuso sexual que sofreu quando tinha apenas 15 anos. Na época, ela estava em Paris fazendo um ensaio fotográfico para divulgar a música “Vou de Táxi” quando alguns estrangeiros a cercaram e lhe apalparam.

"Eu não fiz nada. Fiquei petrificada", desabafou em conversa com Luciana Temer, diretora do Instituto Liberta, em uma entrevista do portal Mina Bem-Estar. "A gente tem visto muita gente revelar as suas histórias de abuso muitos anos depois. Como a maioria das mulheres, eu também... Vou contar uma história aqui... Foi uma violência que eu sofri, não foi um abuso. Mas foi uma violência sexual, uma violência contra a minha pessoa. Eu nunca tinha falado", contou a esposa de Luciano Huck.

"Eu tava fazendo fotos, tava lançando o Vou de Táxi na época, tinha 15, 16 anos. Eu tava em Paris fazendo foto, porque Vou de Táxi é uma versão de uma música francesa. Ia participar de um festival lá. E tava na rua com 15 anos fazendo foto, vieram uns franceses [perguntaram] 'quem é?', aí falavam 'ah é apresentadora brasileira'. 'Ah é brasileira…'. Um grupo de jovens, meninos passando, turistas", continuou dizendo.

Angélica então explicou como foi o primeiro contato com os assediadores. "Aí o fotografo falou 'fica ali do lado para fazer foto'. Eu tava atrás de um táxi amarelo, vieram aqueles meninos todos e, quando o fotógrafo falou que 'é brasileira, uma cantora no Brasil', eles foram ficando perto de mim, se aproximando e se esfregando em mim", expôs.

Ao relatar o episódio, ela disse que ficou sem reação. “Um dos meninos ficou passando a mão na minha bunda. Passando a mão em mim inteira. Eu atrás de um táxi, ninguém tava vendo. E eu não fiz nada. Fiquei petrificada”, relembrou. "Estava num outro país, eles falando entre eles uma língua que não conseguia entender. Com 15 anos. É um assunto que a gente não fala. Eu tava sendo ali violentada por dois, três meninos que ficaram passando a mão em mim. Ninguém viu, eu sabia e eu não tive reação nenhuma, não fiz nada", desabafou Angélica.

Tomando consciência

"Acho que eu nunca falei isso, tô falando agora", afirmou a apresentadora do "Jornada Astral", da HBO Max. A esposa do apresentador ainda disse que só percebeu que tinha sofrido uma violência muito tempo depois.

Nas redes sociais, Angélica explicou porque resolveu expor a situação. "Relatei o abuso que sofri quando era menor de idade, realizando um trabalho fora do país. Até hoje me pergunto o motivo de ter ficado tanto tempo em silêncio, minimizando uma dor terrível. Hoje, com meu amadurecimento consegui ter voz e forças para relatar sobre o ocorrido", explicou ela no Instagram.