Andressa Urach desiste de trabalho de modelo por motivo religioso: 'Consciência'

*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 26.09.2014 - A modelo Andressa Urach. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)
*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 26.09.2014 - A modelo Andressa Urach. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Andressa Urach, 34, resolveu encerrar o contrato que tinha com uma loja de artigos para carros --o primeiro que ela havia assinado após o nascimento do filho Leon, de seis meses. A eterna ex-vice-Miss Bumbum contou que a decisão foi motivada por questões religiosas.

"Não sou mais aquela Andressa, e a roupa começou a me incomodar", afirmou em vídeo publicado em seu canal de YouTube na sexta-feira (26). "O decote e a roupa justa me lembravam muito a Andressa do passado. Por mais que não tivesse nada demais, era só inauguração de lojas, essa Andressa gostosona não faz mais parte de mim."

Urach admitiu que havia aceitado o trabalho apenas pelo dinheiro. "Começou a incomodar muito minha consciência", disse. "Financeiramente, iria me ajudar muito. O cachê era muito bom, e eram muitos [eventos]."

"Que nem a oportunidade do Miss Bumbum", lembrou, referindo-se à ocasião em que apresentou o concurso e se tornou embaixadora do evento em 2021. "Na época eu aceitei porque estava precisando muito de dinheiro, mas minha consciência me incomodava. Sou muito grata porque fiquei conhecida por causa do concurso, mas eu mudei depois que me converti."

Apesar de dizer não gostar de alguns líderes e até de já ter processado a denominação evangélica, ela voltou a seguir a Igreja Universal do Reino de Deus no ano passado. "Por mais que não tenha nada a ver e seja trabalho, me incomoda tirar foto de biquíni, sexy", lamentou.

Ela conta que isso não tem a ver com sua relação com o próprio corpo e revelou que continua vaidosa. "Acho lindo unha comprida, cabelão, um cílio... fica toda, toda", prosseguiu. "E eu emagreci bastante, tenho tomado um remédio muito bom e emagreci 10kg com ele. Estou me sentindo bem com o meu corpo, magra, e fico bonita com a roupa justa, 'tchutchucona'."

Porém, outra coisa que a incomodava no trabalho era a necessidade de marcar presença em eventos. "No início, estava super divertido", disse. "Só que depois não era mais só em lojas, começou a ser em shows de música sertaneja. Por mais que no meu caso fosse só entrevistar as pessoas e subir no palco para dar brindes, não é um lugar mais que gosto de frequentar."

"Não gosto mais de show, ainda mais de música sertaneja", afirmou. "Me lembra muito meu passado. Começou a me incomodar. Parecia que eu estava em pecado. Como mudei muito, minha mente e meu coração, o exterior era como se essa Andressa gostosona não fizesse parte de mim. Por mais que fosse trabalho, começou a me fazer muito mal."