Andréia Sadi relata aflição com gêmeos: “É desesperador”

·1 minuto de leitura
Reprodução Instagram

Nascidos em 7 de abril, dia do jornalista, Andréia Sadi, 34 anos, não poderia ter tido melhor presente do que o nascimento dos seus filhos, os gêmeos João e Pedro. Durante a gestão, Sadi garantiu que foi tudo muito tranquilo, disse ela durante conversa com Ana Maria Braga, no ‘Mais Você’.

Passados dois meses, a jornalista de política bateu um papo com Mariana Queiroz, da ‘GloboNews’ e relatou os desafios que enfrentou logo após a sua saída do hospital. “Nas duas primeiras semanas eu chorei de desespero. Eu não queria ir embora da maternidade, eu estava amando não ter alta. Porque quando tive alta... Agora é com a gente... Na hora que você sai, eles com quatro dias, é desesperador”, disse.

Leia também:

Do hospital para a casa, no carro, Sadi comentou a aflição que sentia em imaginar que poderia sofrer um acidente de carro. “Eu vim rezando. Comecei a chorar no carro, não parava de chorar. Eu comprei dois adesivos: bebê a bordo, amarelo, gigante. Eu pensei em tudo isso. Tudo me dava medo, eu tinha medo da cabecinha mole, amamentação, o banho, eu tenho medo. O umbigo? Medo de lidar”, confidenciou.

“A gente queria ter filhos depois da eleição de 22, estava pensando nisso. Foi uma surpresa a gravidez, estava fazendo alguns exames e aí ser difícil (de engravidar naturalmente), eu não estava preocupada. A gente tomou um susto, mas nada vai superar o susto de estar grávida de gêmeos. Eu descobri muito avançada, fiquei perplexa”, contou ela que é casada com o jornalista esportivo, André Rizek.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos