Ana Maria protesta após PM agredir funcionária de lanchonete: 'Não é um cara para estar na rua'

(Foto: Reprodução/ Instagram @anamaria16)

Durante o “Mais Você” desta quinta-feira (21), Ana Maria Braga manifestou toda sua revolta contra um policial militar que agrediu a funcionária de uma lanchonete em Curicica, no Rio de Janeiro. O motivo da violência? Ele teria ficado insatisfeito o lanche que recebeu em casa.

Receba no seu Whatsapp as novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais)

Após exibir as imagens da câmera de segurança do local, onde o policial aparece dando chutes, coronhadas e arrastando a mulher pelos cabelos, a apresentadora desabafou: “É uma indignação danada. Não posso deixar de dizer, mais um caso de violência gratuita. Um daqueles casos que a gente pensa: onde vamos parar? Do que é feita a massa humana? Do que é feita a cabeça ou coração de algumas pessoas?”.

Leia mais: Novo livro de Bela Gil tem receitas até com casca de banana

Ao se desculpar por iniciar o programa daquela forma, a apresentadora continuou inconformada com o caso. “O cara vem da casa dele… Por que não reclamou como um cidadão, como gente? Como confiar num cara desse? Não vou nem dizer quais serão as medidas que eu sugeriria necessárias, mas sem dúvida esse não é um cara para estar na rua. Não quero encontrar esse cara em lugar nenhum”, disparou a apresentadora.

“A morte parece tão banal, mas não é. Isso não pode acontecer. A gente espera satisfação para a sociedade para saber as medidas necessárias que serão adotadas com esse senhor, se é que posso chamá-lo de ser humano”, finalizou Ana Maria.