Ana Maria Braga critica 'Shallow' na versão de Paula Fernandes: 'Não entendi'

Bárbara Saryne
Foto: Reprodução/Globo
Foto: Reprodução/Globo

Ana Maria Braga começou o programa desta segunda-feira (20) cantando ‘Juntos’, versão de ‘Shallow’, a música premiada de Lady Gaga, na voz de Paula Fernandes e Luan Santana.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

A canção ficou entre os assuntos mais comentados do último fim de semana e rendeu muitos memes nas redes sociais. A apresentadora, é claro, não deixou de dar a sua opinião sobre a performance.

Em tom bem-humorado, Ana mostrou que não curtiu o dueto dos sertanejos. “Essa gravação deu o que falar. Essa rima, na verdade”, disse ela, que acha que faltou uma elaboração melhor no trecho (‘juntos e shallow now’) em que Paula e Luan misturam os idiomas.

“Quando você faz a versão de uma música estrangeira, você espera uma adaptação da música original, que seria a música da Lady Gaga. Está dando o que falar porque as sugestões de rima são várias. Você pode até me sugerir uma, Louro”, afirmou Ana.

Leia mais: Produtor de eventos tatua 'juntos e shallow now': 'Não preciso da aprovação de ninguém'

Na sequência, a loira leu o post de um internauta e completou dizendo que o brasileiro é muito criativo. “Tinha todas essas rimas. Mas não. Escolheram ‘juntos e shallow now’. Não entendi realmente”, disse a veterana.

Louro José tentou amenizar dizendo que não vê uma tradução para “shallow” e que a palavra em inglês pode ter sido uma exigência da própria Lady Gaga. “Acho difícil”, rebateu Ana Maria.

O outro lado

No ‘Fantástico’ deste domingo (19), no entanto, Paula Fernandes comentou a letra de sua versão e disse que enviou em voz e violão para Lady Gaga, antes de gravar a canção, e a artista aprovou a música sem mexer em uma vírgula.

“Fiz algo que fosse bem a cara do brasileiro e foi proposital deixar o ‘shallow now’. O now fecha bem a frase melodicamente falando, já que o português não é uma língua muito melódica”, garantiu Paula.

Ainda segundo ela, “shallow” é o nome da música original e por isso ficou em sua adaptação. “Eu sabia que o brasileiro teria a facilidade de decorar, principalmente essa frase que é a mais forte da música”, explicou.