Ana Karolina Lannes, de ‘Avenida Brasil’, fala sobre sua homossexualidade

Redação
Instagram / @karollannes_

A atriz Ana Karolina Lannes, de Avenida Brasil, deu entrevista para Fernanda Gentil no programa Se Joga, da Globo, na última quarta-feira, 9.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

A jovem, de 19 anos, é assumidamente homossexual e falou sobre o receio que tinha de ser julgada pela opinião pública por ter sido criada por seu tio gay e o marido dele, os quais considera como pais.

Leia também

O casal aceitou a orientação sexual dela e seu maior medo quanto a isso foi quando a informação saiu na imprensa. “Temia que meus pais sofressem críticas por causa de mim: 'Virou sapatão porque os pais são gays'. Isso não tem nada a ver, senão não existiriam gays com pais héteros", afirmou.

"A única interferência dos meus pais homossexuais na minha homossexualidade foi no quanto eu me aceito e no quanto eles me aceitaram", completou.

Fernanda Gentil admirou a opinião da atriz. "Tomara que a gente chegue um dia a esse ponto e falar de um assunto desse como fala de uma garrafa d'água. Uma coisa natural", disse.

Na época que gravou Avenida Brasil, Ana Karolina tinha 12 anos de idade e interpretou a pequena Ágata, filha da vilã Carminha (Adriana Esteves), e sofria bullying.

Relembre da atriz na infância:

VEJA TAMBÉM: : Relembre as cenas marcantes de Avenida Brasil

A novela 'Avenida Brasil', exibida originalmente em 2012, volta ao ar no 'Vale a Pena Ver de Novo' em 2019; confira os principais momentos da trama MM_AG_PT_ASSET_GROUP_40989 'Avenida Brasil'

A novela 'Avenida Brasil' estreia nesta segunda-feira, 7 de outubro de 2019, às 16h46, no 'Vale a Pena Ver de Novo'. Exibida originalmente, a obra ficou marcada pelas maldades da vilã Carminha (Adriana Esteves) e os planos de vingança de Rita/Nina (Débora Falabella), garota que abandonou no lixão durante a juventude (clique aqui para relembrar outros detalhes do elenco e da história de 'Avenida Brasil'). Confira a seguir algumas das cenas marcantes da obra, que foi ao ar no ano de 2012.


Raphael Dias / Globo / Divulgação MM_AG_PT_ASSET_1041469 'Me serve, vadia' - Nina e Carminha

"Me serve, eu tô mandando! Anda, me serve, eu tô mandando, não tá vendo? Tá esperando o que, hein? Me serve, vadia! Me serve!", brada Nina (Débora Falabella) para Carminha (Adriana Esteves), em antológica cena de sua vingança. A vilã rebate: "Nunca, você ouviu bem? Nunca! Nunca que eu vou te servir. Esse é o meu lugar. Você está na minha mesa e não admito que você sente seu traseiro imundo na minha cadeira. Levanta!". Ameaçada de ter sua traição com Max (Marcello Novaes) exposta a Tufão (Murilo Benício), ela cede e é obrigada também a cozinhar para Nina.

Reprodução de 'Avenida Brasil' (2012) / Globo MM_AG_PT_ASSET_1041121 Carminha humilhada

Após tantas maldades, Nina (Débora Falabella) se vingou de Carminha (Adriana Esteves), a quem chamava de 'traste' em diversas cenas em que buscava sua humilhação. Por exemplo, cortando seu cabelo à força e obrigando Carminha a usar o uniforme de serviço com o qual era obrigada a trabalhar.

Reprodução de 'Avenida Brasil' (2012) / Globo MM_AG_PT_ASSET_1041119 Tessália flagra traição de Leleco

Desconfiada de uma traição, Tessália (Débora Nascimento) segue o namorado Leleco (Marcos Caruso). Ao vê-lo na casa da ex-mulher, Muricy (Eliane Giardini), consegue entrar no local com a ajuda de Cadinho (Alexandre Borges) e flagra-o na sauna aos beijos com a ex. "Olha só. Foi pescar jacaré e acabou pegando uma piranha, é isso?", diz a personagem de Débora Nascimento antes de uma das clássicas cenas de encerramento dos capítulos no rosto dos dois.

Reprodução de 'Avenida Brasil' (2012) / Globo MM_AG_PT_ASSET_1041115 O abandono de Rita no lixão

No início da novela, Carminha (Adriana Esteves) engana a pequena Rita (Mel Maia) para descobrir onde ela guardava dinheiro. Ao pegar a quantia para si, dá uma chance para que a criança 'se desculpe'. Em resposta, Rita cospe no rosto de Carminha. "Agora quem vai te educar é a vida, como eu. Quem me educou foi a rua", brada a vilã, antes de mandar Max (Marcello Novaes) levá-la ao lixão. Lá, ele apresenta Rita para o homem que vai criá-la: "Esse aqui é o tio Nilo, Ritinha, ele é nosso amigo". O personagem de José de Abreu, então, oferece um caramelo para distrair Rita enquanto Max entra no carro e vai embora. Desesperada, a pequena ainda corre atrás do carro: "Não! Não me deixa aqui, por favor!"


João Miguel Junior / Globo / Divulgação | Reprodução de 'Avenida Brasil' (2012) / Globo MM_AG_PT_ASSET_1041117 Rita enterrada viva por Carminha

Após revelar a Nina que sabe que seu nome é Rita, e que ela é a garota que abandonou no lixão no passado, segue uma cena em que a personagem de Débora Falabella é enterrada viva a mando de Carminha. "Tirei sua casa, mas fiz questão de te dar minha última morada. Vai, Lúcio [Emiliano D'ávila], acaba com ela", pede Carminha, para que seu capanga atire na rival.

Reprodução de 'Avenida Brasil' (2012) / Globo MM_AG_PT_ASSET_1041463 Carminha invade casamento de Rita e Jorginho

Rita e Jorginho comemoravam seu casamento em uma cerimônia no lixão, celebrada por mãe Lucinda (Vera Holtz). Após um discurso comparando a relação a uma flor de lótus, os dois se beijam. Carminha (Adriana Esteves), que estava assistindo de espreita, então, invade o local e arranca Nina dos braços do amado, cortando-a com um copo de vidro quebrado. Na sequência, ela é expulsa. "Você é louca! Está destruindo a minha vida!", grita Jorginho, desesperado.


Reprodução de 'Avenida Brasil' (2012) / Globo MM_AG_PT_ASSET_1041114 Divino Futebol Clube

As cenas dos jogos do Divino Futebol Clube também chamavam atenção em 'Avenida Brasil'. Em uma delas, praticamente todo o elenco que morava no bairro do Divino comemorava um gol de pênalti marcado por Adauto (Juliano Cazarré).


Reprodução de 'Avenida Brasil' (2012) / Globo MM_AG_PT_ASSET_1041116