Update privacy choices
Vida E Estilo

Por que a pílula anticoncepcional ainda é acusada de aumentar o peso?

Yahoo Vida e Estilo
É improvável que sua pílula anticoncepcional esteja fazendo o número na balança subir. (Foto: Getty Images)

Se você alguma vez já tomou contraceptivos orais – ou pensou em tomar – então já deve ter se perguntado se isso aumentaria seu peso. Afinal, sua melhor amiga reclama que ganhou 5 kg, depois que começou a usar a pílula na faculdade, enquanto sua colega de trabalho jura que seus seios incharam até dobrarem o tamanho, alguns meses depois de começar o anticoncepcional.

Mas as histórias de que pílulas anticoncepcionais fazem você ganhar peso não são confirmadas pelas pesquisas.

Uma revisão de 49 estudos, feita em 2014, pesquisou e não descobriu nenhum ganho no peso entre as mulheres que tomavam e as que não tomavam anticoncepcional. Os pesquisadores até examinaram estudos comparando os tipos de pílula e não acharam evidências que um tipo ou outro deixasse a mulher mais susceptível ao ganho de peso.

Ainda assim, uns quilinhos a mais continua sendo uma das maiores preocupações entre as mulheres, no que concerne ao uso do anticoncepcional – tanto que, um estudo da Faculdade Estadual Penn de Medicina concluiu que isso era o principal fator na decisão da mulher.

“Esta é, provavelmente, a maior preocupação que eu percebo das minhas pacientes quando estamos conversando sobre tomar ou não a pílula”, diz Mary Jane Minkin, médica e professora clínica no Departamento de Obstetrícia, Ginecologia e Ciências Reprodutivas da Universidade de Medicina de Yale. “Infelizmente, todos nós tendemos a ganhar peso com o tempo – mas não por causa dos anticoncepcionais” complementa ela.

Como essa lenda começou

Como qualquer outra lenda urbana, essa tem uma ponta de verdade. “Quando as pílulas anticoncepcionais foram inventadas na década de 60, elas continham altos níveis de estrogênio e progestina – cinco vezes mais do que encontrado nas pílulas hoje em dia,” explica Minkin. Em altas concentrações, esses hormônios podem causar um aumento de peso devido à retenção de fluidos, o que resulta naquela sensação de inchaço e de dificuldade de fechar a calça, diz a doutora.

Existe também algumas evidências que a progestina aumenta o apetite. Mas, por mais que isso tenha sido normal, 50 anos atrás, as pílulas com baixa concentração hormonal de hoje mitigam, se não acabam, com esse efeito. “Eu tenho visto sempre essa história em meu consultório”, diz Minkin. “Uma paciente para de tomar a pílula porque a responsabiliza pelo ganho de peso, mas 9 a cada 10 voltam alguns meses depois dizendo, ‘eu não voltei pro meu peso antigo, acho que, no final, não era a pílula né?’”

Você também não precisa se preocupar se está usando anticoncepcionais que possuem somente progestina, incluindo as mini pílulas, um implante ou DIU. Uma revisão de 22 estudos, feita em 2016, concluiu havia pouca evidência no ganho de peso em mulheres utilizando esses produtos comparadas com outras utilizando outros métodos contraceptivos. A única exceção? A injeção de progestina Depo-Provera, administrada a cada 3 meses para prevenir a ovulação. Um estudo da Universidade do Texas descobriu que mulheres que utilizaram esse método ganharam, em média, 5 kg e 3,4% de gordura corporal ao longo de três anos. Elas também tinham duas vezes mais chances de ficarem obesas do que mulheres que utilizavam outros métodos contraceptivos.

O que fazer caso você realmente ganhe peso

Se você notou um ganho moderado de peso (de 2 a 5 quilos) desde que começou a tomar a pílula, fale com seu médico. “Existem mulheres muito sensíveis ao estrogênio e elas ganharão algum peso pela retenção de fluidos,” diz Minkin.

Frequentemente, esse peso some sozinho depois de mais ou menos três meses. Se não sumir, você pode trocar para as pílulas Yaz, Yasmim ou Beyaz. Todas as três possuem um tipo específico de progesterona, a drospirenona, que age como diurético e ajuda a se livrar do fluido extra, diz Minkin.

Você também pode trocar para um método contraceptivo a longo prazo e livre de hormônios, como o DIU ParaGard, que utiliza o cobre para prevenir a fertilização.

“Se alguém sentir que a pílula está fazendo com que ganhe peso, contanto que tenha outro método contraceptivo em ação, é perfeitamente aceitável apenas parar com esse primeiro método e ver o resultado,” diz Mink. “Ela só precisa usar um método”.

Caso contrário, a mulher poderá ter mais do que apenas alguns quilinhos extras para se preocupar.

Hallie Levine

Reações

Leia também