'Amor sem Igual' retorna com episódios inéditos e cenas de beijo com ajuda da tecnologia

LEONARDO VOLPATO
·5 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "Amor Sem Igual" foi a última novela atual a parar, em meados de março, por causa do novo coronavírus. Mais de sete meses depois, a Record volta a exibir capítulos inéditos da trama de Cristianne Fridman, a partir desta quarta-feira (28), após um compacto dos melhores momentos. Entre as dramaturgias suspensas pela Covid-19, o folhetim é o primeiro a ter a história retomada. Serão 50 capítulos até o desfecho da narrativa de Poderosa, interpretada por Day Mesquita, e seu plano de vingança contra todos àqueles que fizeram mal a ela. As gravações aconteceram entre agosto e setembro, e a produção buscou promover segurança de todos os envolvidos sem deixar de filmar cenas de beijo e afeto, por exemplo. Para isso, a tecnologia foi fundamental. "Usamos o chroma key [fundo para montagem] e uma bola verde apoiada por um suporte para gravarmos algumas cenas de beijo. O diretor nos direcionava com o posicionamento para as câmeras da melhor forma para que os profissionais do efeito pudessem fazer o trabalho na pós-produção", diz Mesquita, em entrevista à Folha de S.Paulo. "As cenas foram gravadas sem contato físico, sem abraços ou aproximação", acrescenta a atriz, que usava máscaras nestes momentos. Cenas de beijo e abraço serão intercaladas com outras de arquivo já gravadas. Antes do "gravando", todos os atores passavam o texto com proteção facial e, segundo a emissora, respeitando o distanciamento social. Havia sempre álcool em gel por perto. Todo um protocolo foi seguido para que o restante dos capítulos pudesse ser finalizado -gravações já foram concluídas. A autora Cristianne Fridman afirma que não houve mudanças bruscas nos desfechos previamente pensados -a única alteração de conteúdo foi feita devido à gravidez de Sthefany Brito (Donatella), que precisou se afastar. "Não foi uma novela pensada para ser gravada dentro destes parâmetros e, claro, perdemos alguma coisa ao adaptar os capítulos, mas a essência da história não foi perdida e valeu a pena o esforço de todos para que voltássemos ao ar", afirma. Os atores e todas as equipes que trabalham em uma produção de novela tiveram de se adaptar à nova realidade. "Máscaras, distanciamento, sem compartilhamento de objetos, álcool em gel para todo o lado. Dificulta um pouco, com certeza. Não ver o rosto do colega que está contracenando contigo deixa tudo mais complicado. Mas nos acostumamos", diz o ator Gabriel Gracindo, o Leandro. Para Rafael Sardão, que interpreta Miguel, os protocolos fizeram com que ninguém sentisse medo de voltar a atuar. "Tivemos que ficar muito atentos, a todo momento, para evitar contato e situações favoráveis a uma possível contaminação. Foi um aprendizado. Nos saímos bem, graças à Deus, sem ninguém contaminado durante as gravações.". PODEROSA ENTRA EM AÇÃO A retomada dos cerca de 50 capítulos inéditos da novela "Amor Sem Igual" girará em torno da descoberta de Poderosa (Day Mesquita) em relação ao seu pai, Ramiro (Juan Alba). A protagonista revelará ser filha do homem que a abandonou e seguirá em seu plano de vingança contra todos os que lhe fizeram mal -além de Ramiro, o irmão Tobias (Thiago Rodrigues) e o capanga Leandro. Cristianne Fridman, diz que o acerto de contas de Poderosa com o pai vai impactar. "E o mais bacana será o acerto dela com ela mesma. As tramas caminham em ritmo acelerado para os seus ápices e desfechos. Vamos ter fortes emoções no encontro de Poderosa com o pai e as consequências que virão. Os capítulos estão muito movimentados." "Imagine a reação de Ramiro e dos que convivem com ele e tudo o que a partir deste momento pode acontecer. São dois elos e mundos da novela se unindo de modo irreversível. Nada mais será como antes. Este núcleo carrega em si o lado trágico da trama, marcado por traições, mentiras, abandonos e atos criminosos. À medida que os capítulos avançam, reviravoltas acontecerão e a luta tenaz e constante de Poderosa contra seus moinhos de vento continuará", afirma o diretor Rudi Lagemann. A atriz Day Mesquita diz que Poderosa honrará o nome, já que neste momento da trama ela terá à mão todas as informações necessárias para desvendar todo o mistério que a cerca desde sua infância. "São momentos aguardados pelo público desde o início da novela. Será incrível quando essa busca por justiça começar a acontecer. O encontro com Ramiro, o confronto com Tobias, que encomendou sua morte, e a história com Miguel também promete muitas reviravoltas." Intérprete do capanga Leandro, Gabriel Gracindo diz que o personagem retorna para colher o mal que plantou. "Ele não toma jeito, então o público pode esperar um Leandro cínico e divertido, cada vez mais enrolado em suas mentiras e armações. Agora é ladeira abaixo." Rafael Sardão, o Miguel, retorna vencendo barreiras para concretizar sua missão apaixonada. "Evidentemente não será fácil para Miguel conquistar a Poderosa, ainda vamos acompanhar muitas emoções e discussões. Nós teremos o Miguel cada vez mais firme em sua posição em busca desse amor sem igual." SUSPENSÃO DAS GRAVAÇÕES O aviso de que seria preciso suspender as gravações de "Amor Sem Igual" por causa de um novo vírus não foi uma situação de sobressalto. "Foi uma sensação muito estranha no dia em que paramos [16 de março]. Sensação de impotência, de tristeza", lembra o diretor Rudi Lagemann. Faltavam apenas seis semanas para o término da trama. Como ninguém sabia ao certo quanto tempo duraria essa pausa, o clima na produção foi de insegurança. "Ao mesmo tempo, nós estávamos em um ritmo intenso de trabalho e havia muito material gravado. Continuei a trabalhar na edição da novela com a equipe de finalização", diz Lagemann. A reação de Cristiane Fridman foi semelhante. Não havia mais o que fazer, a não ser aguardar. "Naquele momento a única coisa que estava me passando pela cabeça era como conseguir higienizar as compras do mercado sem me estressar (risos). Em relação à novela, exercitei a paciência. Sabia que, em algum momento, iríamos retomar com a história. Quebra o ritmo, mas gradualmente voltamos ao trilho."