'Amor de Mãe': Álvaro usa mansão de Maria da Paz para fundação

Patrick Monteiro
·3 minuto de leitura
Palacete Modesto Leal é a locação usada pela Globo para a mansão de Maria da Paz (Juliana Paes) e a Fundação Álvaro da Nóbrega, de Álvaro da Nóbrega (Irhandir Santos) (Reprodução / TV Globo)
Palacete Modesto Leal é a locação usada pela Globo para a mansão de Maria da Paz (Juliana Paes) e a Fundação Álvaro da Nóbrega, de Álvaro da Nóbrega (Irhandir Santos) (Reprodução / TV Globo)

Os tempos parecem estar difíceis até na teledramaturgia da TV Globo. Em derrocada em ‘Amor de Mãe’, Álvaro da Nóbrega perdeu a presidência da PWA e para limpar a imagem abriu uma fundação. Mas o curioso é que ele escolheu a mansão que já foi de Maria da Paz em ‘A Dona do Pedaço’, lembra dela?

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

E nos siga no Google News: Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

A boleira vivida por Juliana Paes ficou rica na trama de Walcyr Carrasco e foi convencida pela filha de péssimo caráter, Josiane (Agatha Moreira), a se mudar de um apartamento para uma casa maior. Dentre várias visitadas a escolhida foi o mesmo imóvel usado pelo empresário da trama atual.

Maria da Paz (Juliana Paes) e Josiane (Agatha Moreira) em frente ao palacete em 'A Dona do Pedaço' (reprodução/tv globo)
Maria da Paz (Juliana Paes) e Josiane (Agatha Moreira) em frente ao palacete em 'A Dona do Pedaço' (reprodução/tv globo)

Leia também

Conhecido como Palacete Modesto Leal, esta não é a primeira vez que sua fachada em estilo eclético é utilizada como cenário da emissora. Sua construção data de 1882, mas ele passou por uma reforma de cinco anos que foi concluída em 1905 e assinada pelos irmãos Januzzi.

Cena em que Maria da Paz (Juliana Paes) mostra a mansão escolhida em 'A Dona do Pedaço' (reprodução/tv globo)
Cena em que Maria da Paz (Juliana Paes) mostra a mansão escolhida em 'A Dona do Pedaço' (reprodução/tv globo)

Localizado em Laranjeiras, na Zona Sul da Cidade, ele já foi visto também em ‘O Rebu’, ‘Amor à Vida’ e ‘Império’. Na mesma família há mais de 100 anos, o espaço pode ser alugado para eventos, festas e até hotelaria. Uma noite com seus amigos e familiares no local pode custar cerca de R$ 40 mil com direito a buffet e serviço completo.

História

O Palacete foi uma aquisição de João Leopoldo Modesto Leal, um riquíssimo comerciante português que se fez da sucata até ter negócios como agita do que restou da corte de Portugal. Com o título de conde, se tornou senador e foi o homem mais rico do país no início do século XX.

Morreu em 1936, na casa, e a família continuou a ocupar até 2008, quando abriu o espaço para a realização de eventos. Os 4 mil m² de área construída consta com cerca de oito quartos, salões de estar e jantar, living, cozinha, corredores, capela, áreas de lazer externas e terraços.

Já o terreno todo possui nada menos que 50 mil m² com direito à uma parte em Mata Atlântica. A manutenção do local foi estimada pela família Leal em R$ 100 mil por mês.

Membros da alta sociedade Carioca e brasileira há tanto tempo, reza a lenda que o termo ‘patricinha’, usado para se referir a meninas ricas, foi criado para depreciar a bisneta do patriarca, Patrícia Leal.