'Amor com Amor se Paga', com Yoná Magalhães e Dolabella pai, terá remake na Globo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O autor Silvio de Abreu encomendou um remake da novela "Amor com Amor se Paga", de Ivani Ribeiro (1922-1995), que foi exibida em 1984.

O elenco da trama tem Ary Fontoura, 87, Yoná Magalhães (1935-2015), Berta Loran, 93, e Carlos Eduardo Dolabella (1937-2003).

O autor da nova versão será Alcides Nogueira, de "I Love Paraisópolis" (2015) e "Tempo de Amar" (2017), segundo informa a colunista Patricia Kogut, do jornal O Globo.

Com isso, ele deixa para mais tarde a adaptação do livro "A Intrusa", de Júlia Lopes de Almeida (1862-1934), sob o qual ele estava debruçado para transformar em uma trama para o horário das seis.

Aliás, a Globo está se preparando para ter novelas mais curtas para a faixa das 18h, segundo informou a colunista Cristina Padiglione. Com estreia prevista para início de 2021, "Vanity Fair", escrita por Gilberto Braga, deve ter entre 90 e 105 capítulos.

A escolha pelo autor não é casual. Gilberto Braga é considerado o grande responsável pela implementação do horário das 18h, pois em 1975, ainda iniciante e por encomenda do ex-chefão Boni, escreveu a primeira novela do horário, "Helena", uma adaptação do romance de Machado de Assis. Veio então "Senhora", de José de Alencar, e o grande sucesso "Escrava Isaura".

A sinopse definitiva de "Vanity Fair" ainda não foi entregue, mas a trama virá logo após o próximo enredo de Alcides Nogueira. Braga considera esse retorno como uma homenagem. Só falta conseguirem trazer Sônia Braga para o elenco. Foi o único pedido dele à Globo.

A próxima novela das seis é "Nos Tempos do Imperador", continuação de "Novo Mundo".