Amigo de Marilyn Manson aciona polícia após perder contato com cantor

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Policiais foram a casa de Marilyn Manson, 52, após um amigo realizar uma ligação alegando que não conseguiu contatar o cantor por horas. Segundo informações do site TMZ, as autoridades informaram receber o chamado para checagem de bem-estar na noite desta quarta-feira (3). Segundo a publicação, vários policiais foram a casa de Manson, contando até com um helicóptero para realizar a ação, para iluminar a propriedade. Após tentar, sem sucesso, fazer contato com o cantor, que não respondeu nenhum dos chamados, as autoridades deixaram o local. Por volta das 20h, a polícia retornou para a mansão do cantor, localizada em Hollywood Hills, para fazer uma nova busca. Uma filmagem do jornal The Sun mostrou que as autoridades entraram à força na propriedade do artista. Segundo o tabloide, a LAPD conseguiu contatar um representante do artista, que afirmou que ele simplesmente não queria sair da casa. Os policiais deixaram o local pouco tempo depois. A chamada à polícia aconteceu poucos dias após o cantor ser denunciado por sua ex-noiva, a atriz Evan Rachel Wood, de cometer abusos contra ela durante seu relacionamento. Após as acusações, ele foi desligado de sua gravadora e outras mulheres também se manifestaram afirmando ter sofrido agressões vindas do artista. Manson afirmou que as acusações são "distorções da realidade" e que seus relacionamentos íntimos sempre foram "totalmente consensuais" e com companheiras que pensassem como ele. "Independentemente de como, e por quê, outras estão optando hoje por manipular o passado, esta é a verdade", completou o artista.