Americanos foram mais a bibliotecas do que ao cinema em 2019

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Visitar bibliotecas é a atividade cultural preferida entre os americanos - mais do que ir ao cinema, frequentar eventos esportivos, ir a shows ou visitar museus, por exemplo. 

Pelo menos é o que mostra uma pesquisa feita pela empresa de pesquisas Gallup. Segundo os dados, moradores dos Estados Unidos visitaram bibliotecas, em média, 10,5 vezes no ano passado.

Para comparação, americanos foram ao cinema 5,3 vezes, frequentaram eventos de esporte 4,7 vezes e foram a shows e peças de teatro 3,8 vezes, em média. Parques de diversões (1,5) e zoológicos (0,9) são as atividades menos comuns na lista.

Há diferenças, porém, entre gênero e faixa etária. Mulheres vão muito mais a bibliotecas. Enquanto elas frequentaram esses espaços literários 13,4 vezes, homens visitaram apenas 7,5 vezes.

A frequência vai diminuindo com as idades. Jovens visitam mais bibliotecas do que os mais velhos. Os entrevistados de 18 a 29 anos foram 15,5 vezes a esses locais. Esse valor cai para 6,8 quando considerados os participantes de 50 a 64 anos.

A pesquisa foi feita em dezembro de 2019 e atualiza um levantamento produzido pela empresa em 2001.

Embora os novos dados sejam parecidos aos do início da década, foi registrada uma pequena diminuição nas idas ao cinema (queda de 1,3 visita). Em contrapartida, cresceram as visitas a museus, participações em shows e visitas a parques nacionais ou históricos.