Ameaçado, Silvero Pereira deixa condomínio e justifica processo: "Fui invadido"

Silvero Pereira atuou como Zaquieu em
Silvero Pereira atuou como Zaquieu em "Pantanal" (Foto: João Miguel Júnior/Globo)

Ameaçado por comemorar a vitória de Lula (PT) no segundo turno das eleições deste ano, no fim de outubro, Silvero Pereira revelou que deixar o condomínio em que mora em Fortaleza, no Ceará, e entrou com medidas judiciais contra o síndico do local pelas agressões.

"Eu levei para frente. Fiz um boletim de ocorrência, abri processo de ameaça, injúria e calúnia. Em breve essas as pessoas serão intimadas e eu quero levar isso até as últimas consequências", declarou o ator de "Pantanal" à Quem.

"Foi extremamente desrespeitoso me chamar de vagabundo. Eu acho um absurdo! Sou uma pessoa que trabalha demais para aceitar ser chamada de vagabundo, e ainda mais eu estava em todos os meus direitos", continuou Silvero.

"Estava comemorando o pleito eleitoral da maneira como deveria comemorar, sem desrespeitar qualquer ambiente, qualquer pessoa. Fui invadido, ameaçado, injustiçado, e quero levar isso até as últimas consequências", ainda disse.

Por fim, Silvero afirmou que já está procurando um novo lugar para morar na cidade e pretende se mudar em breve: "Já tomei essa atitude. Já vi uma casa nova e estou me mudando. Não quero mais conviver com essas pessoas. Eu quero viver em paz com lugares em que as pessoas sejam amorosas afetuosas", concluiu.

Relembre o caso

No dia seguinte ao segundo turno das eleições, Silvero usou as suas redes sociais para desabafar sobre o que havia acontecido a ele no dia anterior: “Ontem, um pouco antes do resultado final das eleições, eu voltei para a minha casa, muito feliz, buzinei, entrei na minha área privada da minha casa, cantei muito Lula lá, botei a música alta. Depois, eu saí do condomínio, fechei o portão, e do lado de fora do condomínio, que fique bem claro, na rua, eu cantei, gritei muito Lula lá”, iniciou o artista em um vídeo.

Segundo ele, tudo ia bem até que a comemoração foi interrompida pelo síndico do prédio. O homem surgiu acompanhado de familiares e enquanto o filho pedia calma ao pai, a filha também se manifestava enfurecida.

"Vieram em direção ao portão, dizendo que eu estava desrespeitando o condomínio, sendo que eu estava do lado de fora. Eu estava na rua. A filha dele, então, me chamou de ‘vagabundo’ e que eu deveria respeitar o pai dela. Eu disse: ‘Do que você me chamou?’ E ela: ‘Vagabundo, você é um vagabundo’”, contou Silvero.

No vídeo, o intérprete de Zaquieu lembrou que seu trabalho emprega muitas pessoas e garantiu que nunca deixou de pagar as contas. Segundo ele, o aluguel e o condomínio são pagos até antes da data de vencimento.

“No final, eu recebi uma leve ameaça do síndico, dizendo: ‘O que é teu está guardado. Você vai sofrer sérias consequências com isso’. É isso, agora estou aguardando as consequências do síndico”, finalizou o artista, que recebeu apoio de muitos petistas nos comentários.