Amber Heard x Johnny Depp: entenda a briga judicial entre os ex-casados

Actor Johnny Depp (R) and his wife Amber Heard (L) attend the red carpet event for the movie
Amber Heard e Johnny Depp posam juntos para os fotógrafos no festival de Veneza, em 2015 (Foto: REUTERS/Stefano Rellandini)

Amber Heard e Johnny Depp devem colocar um ponto final no pé de guerra na Justiça. Após seis semanas da batalha judicial que roubou os holofotes ao redor do mundo, o julgamento por difamação está na fase final. No tribunal localizado na Virgínia, nos Estados Unidos, os advogados dos atores irão apresentar suas alegações finais e o júri anunciará o veredito em breve.

Astro de "Piratas do Caribe", Depp pede US$ 50 milhões em danos morais para a ex-esposa por causa de um artigo escrito pela atriz no Washington Post, no qual ela dizia ter sido vítima de violência doméstica. Eles foram casados entre fevereiro de 2015 e maio de 2016.

O processo, no entanto, será apenas mais um episódio da briga entre eles. Para que você não fique perdido acompanhando o caso, relembramos os pontos mais importantes.

O casamento relâmpago

Johnny Depp e Amber Heard se conheceram e se apaixonaram durante as gravações de "O Diário de um Jornalista Bêbado" (2011). Os dois começaram a namorar em 2012 e se casaram em 2015. Pouco mais de um ano depois, a atriz pediu o divórcio e apareceu em um tribunal de Los Angeles com uma bochecha machucada. Ela afirmou que Depp jogou um celular no rosto dela e ainda disse que foi vítima de abuso emocional durante o relacionamento. O ator negou as acusações. Após um acordo entre as partes, o ator deu U$S 7 milhões de divórcio a ela e jogou panos quentes sobre a polêmica. Os dois chegaram a divulgar uma declaração conjunta em que diziam que nunca houve agressão no relacionamento.

O artigo de Heard

Após poucos anos de tranquilidade, Amber Heard escreveu um texto para o Washington Post, em 2018, no qual afirmou ter sido vítima de violência doméstica. Apesar de não ter citado Johnny Depp nominalmente, o ator se sentiu diretamente atingido com o texto. A situação ficou ainda pior quando o tabloide The Sun chamou o astro de "espancador de mulheres" com base no relato de Heard.

O primeiro processo

US actor Johnny Depp inside the courtroom during the $50 million Depp vs Heard deformation trail at the Fairfax County Circuit Court April 12, 2022, in Fairfax, Virginia. - Allegations of domestic abuse levelled against Johnny Depp by Amber Heard have had a
Johnny Depp durante um julgamento contra o The Sun, em 2020: ator saiu derrotado e com a imagem arranhada (Foto: BRENDAN SMIALOWSKI/POOL/AFP via Getty Images)

O primeiro julgamento, realizado no Reino Unido em 2020, colocou Johnny Depp contra o jornal The Sun. O ator perdeu o processo para o jornal, mas a impressão para a opinião pública foi que ele levou a pior contra a ex-esposa. Amber Heard foi uma das testemunhas de defesa do veículo jornalístico e fez diversas acusações contra o ex-marido.

Os depoimentos foram péssimos para Depp. Além de ser obrigado a admitir que é viciado em drogas, ele foi flagrado desmaiado em fotos tiradas por Heard e teve conversas com Paul Bettany, o Visão do Universo Cinematográfico Marvel, divulgadas em que falava em torturar, estuprar e matar Heard. Na defensiva, chegou a admitir ter dado uma "cabeçada sem querer" na atriz.

Johnny Depp perdeu o processo. Um juiz britânico afirmou que a "grande maioria" das acusações de abuso de Heard poderia ser provada pelo "padrão civil" - na prática, ele disse que é mais provável que o abuso tenha ocorrido que o contrário e, por isso, se posicionou a favor da editora News Group Newspapers Ltd,, responsável pelo The Sun.

Com a repercussão negativa do caso, o astro perdeu o emprego na saga "Animais Fantásticos", inspirada nos livros de J.K. Rowling, e até mesmo o seu papel icônico de Jack Sparrow em "Piratas do Caribe". Em crise financeira, ele tem pensado até em se desfazer de alguns imóveis.

O novo julgamento

Johnny Depp, Amber Heard e Elon Musk deverão ser vistos no julgamento realizado na Virgínia (Fotos: Getty Images)
Johnny Depp, Amber Heard e Elon Musk deverão ser vistos no julgamento realizado na Virgínia (Fotos: Getty Images)

Johnny Depp está processando Amber Heard por danos morais. O julgamento não será por acaso na Virgínia, estado onde o Washington Post é impresso nacionalmente e tem uma versão mais maleável da lei Anti-SLAPP (Ações Estratégicas Contra a Participação Pública), onde pedidos de indenização por danos morais costumam ter mais sucesso na Justiça.

As sessões deverão ter muitos famosos. Entre eles estão Elon Musk. Depp suspeita que o CEO da Tesla e da SpaceX seja o pai da filha de Heard. Em outras oportunidades, o ator acusou a ex-esposa de manter uma relação a três com a modelo Cara Delevingne e o CEO da Tesla e da SpaceX quando ainda estava casada com ele.

James Franco deverá falar como testemunha de defesa de Amber Heard. A atriz diz que chegou a mostrar os hematomas das agressões que sofria de Johnny Depp em casa para o ator. Do lado de Johnny Depp, Paul Bettany irá defender o ator e provavelmente terá que se explicar sobre as conversas comprometedoras que teve com o amigo no período da separação.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos