Amber Heard quer recorrer da decisão do júri a favor de Johnny Depp, diz advogada

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz Amber Heard, que perdeu o processo de difamação que seu ex-marido Johnny Depp movia contra ela, quer recorrer da sentença do júri. A informação foi revelada pela advogada da atriz ao programa Today, do canal de televisão americano NBC, veiculado nesta quinta-feira.

"Ela tem excelentes motivos para isso", disse Elaine Bredehoft, que compõe a equipe jurídica de defesa de Heard. A advogada acrescenta que sua cliente foi demonizada no tribunal e que uma grande quantidade de evidências a seu favor foi ignorada.

Com a decisão da Justiça determinada nesta quarta (1º), Depp deveria receber US$ 10 milhões —ou R$ 48,1 milhões— em danos compensatórios e US$ 5 milhões —R$ 24 milhões— em danos punitivos pela difamação que ele alegou ter sofrido quando a atriz publicou um artigo de opinião o acusando de cometer violência doméstica.

A atriz ganhou parte do processo e, por isso, receberia US$ 2 milhões, o equivalente a R$ 9,6 milhões, em decorrência de o advogado de Depp tê-la acusado de inventar uma história para os policiais sob a direção de seu advogado e publicitário.

"Ela foi demonizada aqui", disse Bredehoft. "Várias coisas foram permitidas neste tribunal que não deveriam ter sido permitidas, e isso deixou o júri confuso." Ela citou o resultado diferente no Reino Unido, onde um tribunal chegou a uma sentença contrária a Depp, que havia processado o tabloide The Sun por ter publicado um artigo se referindo a ele como um "espancador de esposas".

Na entrevista à televisão americana, Bredehoft culpou vários fatores pela atual perda de Heard, citando decisões probatórias, bem como a influência das mídias sociais. O processo, que se arrastava há seis meses, se notabilizou, entre outros fatores, pelo envolvimento dos fãs de Depp, que se mobilizaram nas redes sociais para menosprezar as alegações de Heard no tribunal.

Bredehoft afirmou que uma das primeiras coisas que Heard disse após o veredito foi: "'Sinto muito por todas as mulheres. Este é um revés para todas as mulheres dentro e fora do tribunal', e ela sente o peso disso".

"Na verdade, o que aconteceu aqui é um conto de dois julgamentos", acrescentou a advogada. Segundo ela, a defesa da atriz não foi autorizada a dizer ao júri que o tribunal do Reino Unido "constatou que o Sr. Depp havia cometido pelo menos 12 atos de violência doméstica, incluindo violência sexual, contra Amber. Então, o que a equipe de Depp aprendeu com isso? Demonize Amber e suprima as evidências. Tínhamos uma enorme quantidade de evidências que foram suprimidas neste caso e que estavam no processo do Reino Unido".

Reforçando a fala de sua cliente, Bredehoft declarou que o resultado do julgamento representa uma derrota a todas as mulheres. "É um revés significativo porque é exatamente isso que significa. A menos que você pegue seu telefone e grave seu cônjuge ou seu parceiro batendo em você, efetivamente, você não será ouvida."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos