Amber Heard não tem dinheiro para pagar Johnny Depp, diz advogada

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz Amber Heard, que perdeu a batalha judicial contra o ex-marido Johnny Depp, não tem condições financeiras de pagar a indenização que a sentença do júri determinou ao fim do processo.

A informação foi revelada pela advogada da atriz em entrevista ao programa Today, do canal de televisão NBC. Elaine Bredehoft, que faz parte da equipe jurídica de Heard, afirmou que sua cliente não consegue pagar os cerca de US$ 10,4 milhões -o equivalente a R$ 48,1 milhões- ao ex-marido, que a processou por difamação após ela ter publicado um artigo no jornal Washington Post o acusando de cometer violência doméstica.

O júri também concedeu a Heard US$ 2 milhões -cerca de R$ 9,6 milhões- por alegações feitas pelos advogados de Depp de que ela teria encenado uma das discussões do casal em sua cobertura no centro de Los Angeles, dizendo que as alegações da atriz era uma farsa.

Bredehoft também afirmou que Heard quer recorrer da sentença do júri, que ela classificou como uma derrota para todas as mulheres. "É um revés significativo porque é exatamente isso que significa. A menos que você pegue seu telefone e grave seu cônjuge ou seu parceiro batendo em você, efetivamente, você não será ouvida."

"Ela foi demonizada", disse a advogada. "Várias coisas foram permitidas neste tribunal que não deveriam ter sido permitidas, e isso deixou o júri confuso." Ela citou o resultado diferente no Reino Unido, onde um tribunal chegou a uma sentença contrária a Depp, que havia processado o tabloide The Sun por ter publicado um artigo se referindo a ele como um "espancador de esposas"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos