Amber Heard diz que jurado errado atuou em julgamento e pede anulação

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Amber Heard, 36, afirma que um jurado errado compareceu ao julgamento de difamação que ela perdeu para o ex-marido Johnny Depp, 58, e pede a anulação, segundo a People. No pedido feito à justiça nesta sexta-feira (8), a defesa da atriz diz que a pessoa não foi convocada para o serviço no júri e, com base nisso, Heard tem direito à anulação.

Os documentos afirmam que a pessoa que foi selecionada para o júri tinha 77 anos na época e o mesmo sobrenome e endereço de outra com 52 anos, que serviu como jurada durante seis semanas. Os jurados selecionados do condado de Fairfax são eleitores registrados na área e os detalhes como seus nomes, datas de aniversário e endereço, estão incluídos nas informações de registro de eleitores

"É profundamente preocupante para um indivíduo não convocado para o serviço de júri, mesmo assim, comparecer ao serviço de júri e servir, especialmente em um júri como este", diz o documento, observando o status de "alto perfil" do julgamento "onde o fato e a data do julgamento do júri foram amplamente divulgados antes e depois da emissão das intimações dos jurados."

A defesa da atriz dize que ela não recebeu o "devido processo" adequado, então ela está pedindo uma anulação "e um novo julgamento". O pedido vem logo depois que o advogado de Heard pediu que o veredicto fosse totalmente descartado argumentando que não foi apoiado por evidências suficientes.

Procurado pela People, o representante de Depp não quis comentar o pedido de anulação do julgamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos