Alunas da Poli fazem vídeo em protesto a mensagens misóginas

Reprodução/Youtube CEC Poli USP

“Dentre os ingressantes dos últimos 5 anos na Escola Politécnica da USP, apenas 27% são mulheres”. É com essa informação que as alunas da Poli começam o vídeo que protesta contra todos os esteriótipos femininos.

Elas aparecem com dizeres preconceituosos pintados na pele e se livram da tinta ao som de “Survivor”, na versão de Clarisse Falcão. O vídeo é inspirado no clipe da cantora, lançado em 2015 e que traz ideia semelhante, e faz parte de uma gincana entre os centros acadêmicos da Poli, chamado IntegraPoli 2017.

As estudantes venceram a competição e seu vídeo já conta com mais de 77 mil visualizações. Confira: