Alter do Chão: o paraíso da região Norte

·3 min de leitura
Alter do Chão, Pará - Brazil
Alter do Chão, Pará - Brazil (Foto: Getty Creative)

Conhecida por misturar mar e rio, Alter do Chão (Pará) reserva uma experiência incrível para o viajante que deseja explorar lugares inóspitos. Eleito um dos melhores destinos de praia do Brasil pelo jornal The Guardian, o local é ideal para sair das viagens mais comuns.

O lugar é banhado por um intenso verde, água doce dos rios Tapajós e Arapiuns. E o melhor: não é considerado um destino caro para quem deseja fazer uma viagem econômica ou sem muito luxo.

A viagem é ideal para quem quer se desconectar e fugir dos grandes centros urbanos.

Como chegar em Alter

Chegar em Alter não é das maneiras mais fáceis. É preciso pegar um avião até Santarém, também no Pará. De lá serão 34 km até chegar à cidade por um trajeto terrestre, que pode ser feito de ônibus ou transfer (custando a partir de R$100).

Se preferir vir por Belém, o trajeto será mais longo e cansativo. Porém, é possível voar até a cidade, de lá pegar um outro voo até Santarém ou dirigir por 1350 km.

Para quem já está em Manaus, no Amazonas, é possível fazer o trajeto de barco até Santarém por duas noites. A travessia custa a partir de R$147.

(Foto: Getty Images)
Alter do Chão: o paraíso da região Norte (Foto: Getty Images)

Melhor época para ir

Para conhecer a cidade é necessário se atentar às chuvas, principalmente se deseja explorar as praias de rio da região. O recomendado é ir no verão amazônico, que se estende entre os meses de agosto e dezembro. Também é neste período que os hotéis e pousadas ficam mais caros e a pequena vila enche de turistas que, aos poucos, estão descobrindo esse paraíso.

Agora, para ver uma vida animal e curtir outras atrações além do mar, o interessante é conhecer Alter na temporada de chuvas, que se concentram entre os meses de janeiro a julho.

Quantos dias ficar em Alter do chão

Por ser uma viagem cansativa, é recomendado se hospedar de cinco a sete dias na região. Como há muitas coisas para explorar no local, recomenda-se “quebrar” a viagem para explorar os rios e também o mar.

Alter do Chão: o paraíso da região Norte (Foto: Getty Images)
Alter do Chão: o paraíso da região Norte (Foto: Getty Images)

O que fazer por lá

O ideal é explorar a beleza da região e dividir os dias em conhecer as praias, Floresta Nacional dos Tapajós, Rio Arapiuns e experimentar pratos diferentes da região.

Separe um o roteiro em programas para fazer de dia, à tarde e à noite. Por lá, é possível curtir grandes festas e encontros típicos da região norte. Se possível, faça amizade com moradores para levar aos melhores passeios. Experimente também dançar carimbó, ritmo exclusivo da região.

Por último, visite uma comunidade ribeirinha e entenda como funciona a dinâmica e sustento das famílias que moram na região.

Checklist da viagem

Como falado, viajar até Alter não é tão simples. Portanto, é necessário embarcar de forma leve e com o mínimo de mala possível. O ideal é levar mochilões ou mochilas, que se prendem ao corpo e evitar malas de carrinho.

Leve uma quantidade em dinheiro, já que em alguns lugares não há sinal de internet ou o wifi é limitado.

Opte por roupas leves, já que a região é úmida e quente, o que dificulta o uso de roupas muito apertadas. Priorize também peças que sequem de maneira rápida e que sejam fáceis de carregar.

Alter do Chão dispensa saltos, tênis ou calçados semelhantes. O ideal é usar rasteirinhas ou chinelos de dedos o tempo todo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos