Altas Horas recebe Ed Sheeran e Dulce María neste sábado (30)

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 04.12.2019 - O apresentador Serginho Groisman durante a cerimônia em homenagem ao rabino Henry Sobel, na Sinagoga da CIP, em São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 04.12.2019 - O apresentador Serginho Groisman durante a cerimônia em homenagem ao rabino Henry Sobel, na Sinagoga da CIP, em São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O programa Altas Horas (Globo) recebe neste sábado (30) as estrelas internacionais Ed Sheeran e Dulce María. Eles conversam com o apresentador Serginho Groisman por meio de um telão instalado no estúdio do programa.

De sua casa, Ed Sheeran, que está lançando o álbum "=" (Equals), fala do novo projeto que demorou quatro anos para ficar pronto e do amadurecimento como marido e pai. Ele adianta que pretende fazer shows no Brasil em 2023 e que passou momentos fantásticos durante uma turnê no país.

Atendendo a pedidos dos fãs brasileiros, a cantora mexicana Dulce María participa novamente do programa. A última aparição dela no Altas Horas foi há um ano, quando estava grávida. Desta vez, ela fala sobre a maternidade, as descobertas diárias com a filha, divisão entre o trabalho e os cuidados com a filha e do novo álbum "Origen".

Além das estrelas internacionais, Groisman recebe os atores Jéssica Ellen e Luis Lobianco. Ela conta da experiência como a gata espelhada no reality The Masked Singer Brasil (Globo), relembra a época da escola e o primeiro contato com a arte e interpretação.

Lobianco fala como é voltar ao estúdio para gravar a nova temporada do "Vai que Cola", sem o ator Paulo Gustavo, que morreu em maio devido a complicações da Covid. Ele lembra ainda da infância e como o humor evitava situações difíceis e trazia acolhimento, o mesmo que recebeu de outros atores no início da carreira, como Tatá Werneck e Fábio Porchat.

A animação fica por conta do som piseiro de novos talentos do gênero, como Vitor Fernandes, João Gomes, Tarcísio do Acordeon e Ávine Vinny. Eles também falam sobre o início de carreira e a infância humilde no Nordeste.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos