Alessandro Michele deixa comando criativo da Gucci depois de sete anos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Alessandro Michele está de saída do cargo de diretor criativo da Gucci. A decisão foi oficializada pela marca e pelo próprio nesta quarta-feira (24).

No anúncio, publicado em sua conta pessoal no Instagram, o criativo diz que "há momentos em que os caminhos se separam devido às diferentes perspectivas de cada um". A saída acontece depois que rumores no início da semana apontaram que o estilista teria sido convidado pela Gucci a "iniciar uma forte mudança de design".

Michele está no comando da marca desde o começo de 2015, e em janeiro completaria oito anos na posição. Durante seu tempo no cargo, o estilista foi responsável por deixar a marca mais moderna, reacendendo o interesse dos jovens na Gucci.

Em comunicado oficial, a Gucci declara que o escritório de design continuará a conduzir a direção criativa da empresa até que uma nova organização seja divulgada. "Tivemos o prazer de trabalhar juntos enquanto a Gucci traçava seu caminho de sucesso nesses últimos oito anos", escreve Marco Bizzarri, presidente e CEO da marca.

"Gostaria de agradecê-lo por seus 20 anos de compromisso com a Gucci e por sua visão, devoção e amor incondicional por esta Casa única durante seu mandato como diretor criativo."

A saída de Michele acontece há poucas semanas do retorno da Gucci à Semana de Moda Masculina de Milão, no início de 2023, e meses depois da marca se destacar com a coleção de primavera. Ele substituiu Frida Giannini um mês depois dela deixar o cargo, em dezembro de 2014.