Jornal revela últimas palavras de diretora morta por Alec Baldwin em set de filme

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
EAST HAMPTON, NEW YORK - OCTOBER 07: Hamptons International Film Festival Chairman, Alec Baldwin attends the World Premiere of National Geographic Documentary Films' 'The First Wave' at Hamptons International Film Festival on October 07, 2021 in East Hampton, New York. (Photo by Mark Sagliocco/Getty Images for National Geographic)
Alec Baldwin baleou e matou uma diretora de fotografia em um set nos Estados Unidos (Foto: Mark Sagliocco/Getty Images for National Geographic)

Resumo da Notícia:

  • O ator baleou por acidente a diretora de fotografia do filme durante um ensaio

  • Alec Baldwin não sabia que havia uma única bala no cano da arma que foi entregue por um assistente

  • A polícia local ainda investiga o caso para que responsabilidades sejam atribuídas 

A cada dia novos desdobramentos do acidente em que Alec Baldwin matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins em um set de filmagem, nos Estados Unidos, ganham luz. Nesta segunda-feira (1º) o jornal Los Angeles Times divulgou as últimas palavras da vítima.

É sabido que o disparo aconteceu durante um ensaio e em uma das repetições o ator teria dito: “Então, acho que vou puxar [do suporte na cintura], apontar e ‘bang’”. Foi então que o caos começou dentro da igreja que fazia parte do cenário do longa “Rust”.

This aerial photo shows the Bonanza Creek Ranch in Santa Fe, N.M., Saturday, Oct. 23, 2021. Actor Alec Baldwin fired a prop gun on the set of a Western being filmed at the ranch on Thursday, Oct. 21, killing the cinematographer, officials said. (AP Photo/Jae C. Hong)
Local onde a diretora de fotografia foi baleada por Alec Baldwin (Foto: AP Photo/Jae C. Hong)

Leia também:

Contendo uma única bala de verdade, e não capsulas de festim como deveria ser, o projétil acertou Halyna na parte de cima do estômago e atravessou seu corpo. Ele ainda acertou de raspão o ombro do diretor Joel Souza, que estava atrás da profissional.

“Que porra foi essa? Está queimando!”, teria gritado o diretor ao sentir o ferimento no braço imediatamente. “Que porra aconteceu?”, questionou Alec ainda com a arma na mão. Em seguida um operador de áudio, em choque e em meio a uma correria no local, pontuou: “Isso não é bom”.

Props expert Guillaume Delouche at Independent Studio Services holds a prop gun while talking about them in Sunland-Tujunga, Los Angeles, California on October 22, 2021. - The fatal shooting of a crew member by actor Alec Baldwin during the making of a movie in the western United States has raised questions over the use of guns on film sets. Hollywood armorer Guillaume Delouche -- who has been supplying weapons to filmmakers for three decades, with 75 titles to his name -- says there are usually multiple safeguards against tragedy. (Photo by DAVID MCNEW / AFP) (Photo by DAVID MCNEW/AFP via Getty Images)
Arma parecida com a usada por Alec durante o acidente (Foto: DAVID MCNEW/AFP via Getty Images)

Foi então que a diretora de fotografia, já sangrando e no chão, respondeu: “Não, isso não é bom. Isso não é nada bom”. O Los Angeles Times ouviu 14 pessoas que estavam diretamente envolvidas no momento para revelar as falas. A profissional foi declarada como morta horas depois em um hospital local.

NEW MEXICO, USA - OCTOBER 23: Locals and members of the local film community mourn the loss of cinematographer Halyna Hutchins, who died after being shot by Alec Baldwin on the set of his movie
Halyna Hutchins ganhou homenagens por todo os Estados Unidos (Foto: Mostafa Bassim Adly/Anadolu Agency via Getty Images)

Profissional que cuidava das armas fala

O homem que entregou ao ator Alec Baldwin a arma que causou a morte da diretora de fotografia no set de filmagem do faroeste "Rust" expressou comoção e tristeza nesta segunda-feira, em suas primeiras declarações públicas desde a tragédia, que deixou Hollywood de luto.

David Halls, assistente de direção do filme, está no olho do furacão desde que admitiu, durante interrogatório feito pela polícia, que não havia conferido totalmente a arma que entregou a Baldwin antes do incidente que matou Halyna Hutchins.

Em comunicado enviado hoje ao jornal "New York Post", Halls disse estar "em choque e triste" com o ocorrido, mas não citou diretamente os tiros nem a sua participação na sequência de eventos. "Halyna Hutchins não era apenas uma das pessoas mais talentosas com quem já trabalhei, mas também uma amiga", escreveu. “Espero que essa tragédia leve a indústria a reavaliar seus valores e práticas, para garantir que ninguém seja ferido durante o processo criativo.”Jornal revela últimas palavras de diretora morta por Alec Baldwin em set de filme.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos