Alec Baldiwn abre processo por tiro letal no set de “Rust”

(Reuters) - O ator Alec Baldwin entrou com um processo na sexta-feira contra a armeira e três outros membros da equipe pelo tiro letal que aconteceu no set de gravação do filme “Rust”, quando uma arma que Baldwin estava usando durante os ensaios matou a diretora de fotografia, Halyna Hutchins.

O processo de Baldwin foi aberto na Corte Superior do Condado de Los Angeles, em uma queixa cruzada que emana de um processo anterior, no qual outro membro da equipe citou Baldwin e os outros como réus.

A queixa cruzada de Baldwin cita a armeira Hannah Gutierrez-Reed, o primeiro assistente do diretor, Dave Halls, o fornecedor de acessórios, Seth Kenney, e a mestre de acessórios, Sarah Zachry.

Um advogado de Gutierrez-Reed, Jason Bowles, disse em um e-mail neste sábado que “Baldwin é responsável por esta tragédia”.

Advogados de Halls e Kenney não responderam aos pedidos por declarações em defesa de seus clientes em um primeiro momento. A Reuters não conseguiu localizar um advogado de Zachry.

Os quatro também foram citados como réus, junto com Baldwin, no processo original aberto por uma supervisora de roteiro que alega que o tiro lhe causou um severo distúrbio emocional.

(Reportagem de Daniel Trotta)