‘Ainda o amo’, diz Amber Heard sobre Johnny Depp após julgamento

Amber Heard admitiu que ainda sente amor por Johnny Depp. Logo após uma amarga batalha judicial entre o ex-casal - no qual Amber foi condenada a pagar uma indenização de U$ 10,35 milhões (mais de R$51 mil em conversão atual) por difamar Johnny Depp em um artigo de opinião sobre violência doméstica -, a atriz garantiu que não nutre "nenhum ressentimento ou mágoa" em relação ao astro de 'Piratas do Caribe'.

"Absolutamente. Eu o amo. Eu o amava com todo o meu coração e tentei o melhor que pude fazer um relacionamento profundamente quebrado funcionar e não consegui. Eu não guardo sentimentos ruins ou mágoa em relação a ele. Eu sei que pode ser difícil de entender ou pode ser muito simples. Se você já amou alguém, deve ser fácil", disse Amber quando questionada pela apresentadora do jornal 'Today', Savannah Guthrie, se ela ainda mantém a declaração feita no início do julgamento de que "ainda tem amor" por Johnny.

Em outras partes da entrevista, a estrela de 36 anos afirmou que está com receio de falar qualquer coisa, pois teme ser processada novamente por seu ex-cônjuge.

"Eu tinha como certo o que eu assumi ser o meu direito de falar. Estou com medo de que não importe o que eu faça, não importe o que eu diga ou como eu diga, cada passo que eu der apresentará outra oportunidade para o tipo de silenciamento – que é o que um processo de difamação faz - de tirar sua voz”, afirmou Amber.