Agora na Globo, Jean Paulo Campos diz que fama de 'eterno Cirilo' não o abala

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quando lembramos da versão brasileira de "Carrossel" (SBT), o rosto de Jean Paulo Campos, 19, logo vem à mente. O artista ganhou os holofotes ao interpretar o sofrido Cirilo, seu personagem mais marcante -até aqui- nos 12 anos de carreira. Agora, o ator quer mostrar outras facetas ao viver seu primeiro papel fora do canal de Silvio Santos. Ele está escalado para "Vai na Fé", próxima trama das 19h da Globo.

"A minha ida para a Globo surgiu de um teste para um outro projeto que fiz anteriormente na casa, o 'Musa Música', e enquanto rolavam as gravações dessa série fiz alguns testes para a novela e passei. Com certeza, é uma realização muito grande para mim", destaca em bate-papo com à Folha de S.Paulo.

O personagem dele é Yuri, um jovem tímido quando o assunto são os relacionamentos e que vai vivenciar dilemas morais na sua vivência política estudantil numa faculdade de elite branca. O papel tem algumas semelhanças com o que marcou sua carreira, quando interpretava o garotinho ingênuo que era ridicularizado e desprezado na escola por Maria Joaquina (Larissa Manoela) na trama do SBT. Mas se engana quem pensa que a fama de "eterno Cirilo" o incomoda.

"Muitas pessoas me reconhecem por ele, e não vejo problema nisso, pois marcou muito e com certeza é motivo de orgulho. Outros personagens vão aparecendo. Creio que isso [de fazer o público esquecer o Cirilo] funciona de uma forma mais natural do que parece", reforça.

A chegada dele à Globo acontece cinco anos após um polêmico desligamento do SBT. Sucesso na emissora, Campos acabou demitido em 2017, o que na ocasião gerou "tristeza e surpresa" dos pais do jovem artista. Para Jean, esse assunto nunca foi tabu. "Não fiquei com nenhuma mágoa do SBT, pelo contrário, sempre serei muito grato pelo espaço e aprendizado que o canal me disponibilizou. Ciclos se iniciam e se fecham para que outros possam começar, e é assim que crescemos."

Apesar de não contracenarem na mesma trama, Jean Paulo Campos e Larissa Manoela agora fazem parte da mesma emissora -o contrato do ator, por enquanto, é apenas para esse projeto. Ambos são amigos até hoje, o que gera em Jean o desejo de uma nova parceria. "A presença dela nessa minha vinda à Globo foi de extrema importância pelo fato de já ter vivenciado aquilo que eu estava começando a viver na emissora e até mesmo na vida no Rio de Janeiro. A Lari foi praticamente uma guia nesse momento todo, e claro que seria uma baita experiência contracenar com ela novamente", vislumbra o ator.