Adriane Galisteu lamenta hábito da época de modelo: "Gosto de me ver magra"

Adriane Galisteu, apresentadora de
Adriane Galisteu, apresentadora de "A Fazenda 14", lamenta hábito da época de modelo: "Gosto de me ver magra" (Foto: Reprodução/RecordTV)

Apresentadora de "A Fazenda" e longe das passarelas há alguns anos, Adriane Galisteu lamentou não ter superado alguns hábitos adquiridos na época de modelo, especialmente o de se manter magra. Em entrevista, ela disse que gosta de se ver magra no espelho e classificou o hábito como um vício.

"Eu fui construída nessa época. Eu não me permito muitas coisas, acho legal que tenha mudado, mas eu tenho alguns vícios da época. Essa relação com o espelho, eu gosto de me ver magra. Gosto de me ver magra e ponto final. Mas isso não significa que eu não me solte", declarou Galisteu ao podcast PodDelas.

Na conversa, a apresentadora ainda falou sobre o desejo de ser mãe e revelou que, após saber da gravidez de Claudia Raia, o desejo aumentou ainda mais. Ela já é mãe de Vittorio, de 12 anos, fruto do casamento com Alexandre Iódice, que não estaria afim de aumentar a família:

“Eu quero ter, o Alê, não. Eu tenho chance, Claudia Raia tá aí, eu tenho chance. Eu liguei para ela e já me agilizei, perguntei ‘onde você foi, eu quero ir’. Eu estou superanimada, ela me animou muito. Agora, eu não sei se vai dar certo comigo, porque eu fiquei superanimada, eu queria ter tido mais um filho”, afirmou Galisteu.

Adriane Galisteu relembra o ex Ayrton Senna

Adriane Galisteu apresentou a "Prova do Fazendeiro" da última quarta-feira (28) usando uma bota que ganhou de presente de Ayrton Senna quando eles namoravam. A artista fez questão de compartilhar a informação com seus seguidores do Twitter e Instagram.

Segundo ela, Ayrton comprou o calçado na Alemanha. "Eu estava com Ayrton na Alemanha, no meio de uma corrida. Era muito raro a gente sair para passear. Mas como a gente estava em um lugar muito diferente, apesar de ser uma cidade pequena, a gente foi passear depois da corrida. Antes não tinha jeito", disse ela, aos risos.

No passeio, Galisteu disse que a bota chamou sua atenção. "Me apaixonei por ela. Estava na vitrine e ele falou 'vou comprar para você, então'. Ganhei de presente dele e é uma bota que tenho muito carinho, uso tanto e nunca vou me desfazer por motivos óbvios. Ela não acaba, imagina, eu tenho ela desde 1994. Pode olhar aí no calendário", afirmou.