Adriana Sant'Anna reclama que não consegue empregada nos EUA: "Não tenho tempo pra fazer post"

Resumo da notícia:

  • Adriana Sant'Anna causou polêmica ao reclamar do preço dos serviços domésticos nos EUA

  • A influenciadora digital queria contratar alguém para "fazer tudo" na casa sem pagar os preços de cada função

  • Adriana se revoltou ao saber que nos EUA o trabalho doméstico é cobrado por hora e de acordo com cada tarefa

Adriana Sant'Anna causou polêmica ao postar um desabafo em seus stories reclamando do salário base para serviços domésticos nos EUA. A influenciadora digital e ex-BBB reclamou que não consegue ninguém que "faça tudo" sem cobrar por cada serviço, e que sente saudades do esquema trabalhista pouco rígido no Brasil, no qual muitas empregadas domésticas ainda lidam com falta de regulamentação da profissão, salários baixos e regimes análogos à escravidão.

"Gente, por favor. Acha alguém pra trabalhar aqui em casa, fazer tudo. Eu imploro, indica alguém aqui da Flórida, dos Estados Unidos. A gente paga bem. Eu só preciso que limpe, lave, passe, guarde, cozinhe e olhe as crianças quando eu precisar. Não aguento mais essa vida de ficar colocando coisa pra lavar. É muito sério isso. Está me tirando o sono, eu tenho rezado, pedido a Deus, para as minhas amigas. Está todo mundo atrás de alguém pra mim e não tem. Não consigo trabalhar, fazer post", lamentou Adriana, que afirmou que não concorda que as empregadas nos EUA recebem dinheiro por todas as tarefas que desempenham.

Leia também:

"Aproveitar e fazer ressalva, a gente no Brasil estava feita. Porque uma pessoa faz tudo. Aqui, para passar 25 dólares a hora a mais, para dobrar 25 dólares. Ah, para poder esticar o braço aqui, mais 10 dólares. É assim. Então, você que tem alguém no Brasil, ajoelha e agradeça a Jesus porque aqui no Brasil é diferente", disparou.

No Brasil, a Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), do Ministério do Trabalho, aponta que ao menos 942 pessoas foram resgatadas em situação análoga à escravidão em 2020. Muitos casos acabam nunca sendo descobertos pela justiça brasileira, e mulheres ao redor do Brasil continuam precisando recorrer à justiça para conseguir seus direitos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos