Adriana Calcanhotto embala plateia com show intimista em Londres

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Adriana Calcanhotto no The Jazz Cafe, em Londres credit:Bang Showbiz
Adriana Calcanhotto no The Jazz Cafe, em Londres credit:Bang Showbiz

Adriana Calcanhotto embalou o público de Londres em sua primeira apresentação solo na cidade em mais de três anos. De vestido longo preto e segurando apenas o próprio violão, a cantora gaúcha, de 56 anos, emocionou a plateia do The Jazz Cafe, nesta terça-feira (7), como parte de sua nova turnê, 'Voz e Violão'.

O público londrino desfrutou de sucessos que marcaram a carreira da artista, como 'Esquadros', e de canções que fizeram parte da trilha sonora de vários romances e términos de relacionamentos, incluindo 'Inverno', 'Metade', 'Devolva-me' e 'Mentiras'.

Em um momento de grande emoção no concerto, a estrela fez uma homenagem especial ao menino Miguel Otávio com a canção '2 de junho', que fala sobre a morte do garotinho de 5 anos. Miguel morreu após cair do 9º andar de um prédio de luxo, em Pernambuco, em junho de 2020. A mãe de Miguel, Mirtes Renata Santana de Souza, havia deixado a criança sob os cuidados da patroa, Sari Corte Real, enquanto passeava com o cachorro dos chefes.

Recentemente, Adriana comentou sobre a composição que escreveu para ele: "[Escrevi] porque eu não consegui lidar bem com a história do Miguel. Este episódio tem contido tantos outros sintomas de racismo extremo, corrupção, desigualdade do Brasil... O Brasil no seu pior está retratado nesse episódio. A partir do dia 2 de junho, eu não consegui mais não pensar, não consegui comer... Eu fiz a canção porque não consegui não fazê-la", disse ela à jornalista Anne Barreto, apresentadora da TV e Rádio Jornal.

A nova turnê reúne canções inéditas que a cantora escreveu e gravou durante o período de quarentena imposto pela pandemia de Covid-19. Entre as músicas que fizeram parte do repertório da artista em Londres estava a faixa 'Veneno Bom', que foi premiada com uma Menção Honrosa no International Songwriting Competition (ISC), em 2021.

Ainda na apresentação, Adriana surpreendeu o público cantando em inglês o hit 'Back to Black', composto pela moradora mais ilustre do bairro de Camden Town, a eterna Amy Winehouse.

Depois da passagem por Londres, onde se apresenta novamente no The Jazz Cafe nesta quarta-feira (8), Adriana segue rumo à Eslovênia e à Itália, encerrando a turnê europeia em Roma, no dia 12 de junho. Em setembro, ela leva os shows 'Voz e Violão' para os Estados Unidos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos