Adele é acusada de apropriação cultural após exibir look de Carnaval

Amanda Caroline
·2 minuto de leitura

Adele é acusada de apropriação cultural após escolher um look polêmico para comemorar o Carnaval de Notting Hill em casa. A festa tradicional de Londres, no Reino Unido, homenageia a comunidade afro-caribenha, e a cantora compartilhou um clique no último domingo (30) em que aparece usando biquíni estampado com a bandeira da Jamaica e o penteado “bantu knots”.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

“Feliz com o que seria o Carnaval de Notting Hill, minha amada Londres”, escreve a artista em post nas redes sociais. Na publicação, seguidores dizem que Adele, uma mulher branca, errou ao ostentar símbolos da cultura africana na celebração.

Leia também

“Isso não é legal”, “apropriação cultural ao máximo”, “você já se apropriou da sonoridade negra e agora vai se apropriar do penteado também?” e “a cultura negra é dos negros, esse não pode ser o seu look” são algumas das críticas.

Cantora exibe look de Carnaval e é acusada de apropriação cultural (Foto: Reprodução/Instagram @adele)
Cantora exibe look de Carnaval e é acusada de apropriação cultural (Foto: Reprodução/Instagram @adele)

Outros defendem Adele e afirmam que ela não ofendeu os afro-caribenhos. “Nós, jamaicanos, não nos importamos”, “sou jamaicano e acho que ela está ‘apreciando’ a nossa cultura”, “deixem Adele em paz” e “querida, você está linda” são outras mensagens que ela recebeu no Instagram.

O episódio ainda gerou uma discussão entre estadunidenses e jamaicanos, que divergem de opinião sobre o visual da cantora na festa.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.